Não tão SIMPLES assim

January 2nd, 2003 § 2 comments

As empresas de software não poderão mais aderir ao SIMPLES. O ex-presidente FHC, em um dos seus últimos atos no poder, vetou a nova legislação que mudava as regras de tributação alegando que tal mudança geraria uma grande perda de arrecadação para a Receita Federal.

É… mais uma vez um boa oportunidade de ajudar um dos mais promissores setores do mercado brasileiro vai por água abaixo. A visão política é curta demais e não percebe que essa mudança provavelmente faria com que mais empresas declarassem impostos corretamente, gerando assim um aumento de receita. O jeito é torcer para que a administração atual seja mais inteligente nessa área.

§ 2 Responses to Não tão SIMPLES assim"

  • ventonegro says:

    Eu tenho muita fé que o governo atual vai pôr gente realmente competente na área de tecnologia. Talvez a gente comece a tomar um caminho como o da ?ndia.

  • Ronaldo says:

    Espero que sim. Pelo potencial, o Brasil pode virar uma das maiores potências em tecnologia do mundo. Principalmente se o governo for esperto e fazer algumas parcerias chave. (Como com a China, que tem um mercado, desnecessário dizer, imenso. Tem uma amigo meu que diz que até produto fracassado na China vale a pena só pelo tamanho do mercado.)

    O que pode atrapalhar é visão pequena no governo; imaginação curta na hora de pensar nas leis e incentivos. Não dá mais para pensar só no quintal. Tomara que eles coloquem alguém que entenda tanto de mercado quanto de tecnologia para saber pesar os fatos.

    Outra coisa que o Brasil precisa é investir mais em software livre. Não dá para ficar pagando os preços exorbitantes baseados em um realidade de mercado totalmente diferente. Acho que seria uma boa opção para combater a pirataria como cultura, e incentivar o mercado local.

What's this?

You are currently reading Não tão SIMPLES assim at Superfície Reflexiva.

meta