O Fim da Infância

May 11th, 2003 § 1 comment

O Fim da Infância, de Arthur Clarke, é um dos outros clássicos da ficção científica e muitos inclusive o consideram a obra-prima de Clarke pela sua visão da humanidade. O livro pertence a uma era mais antiga do seu gênero e, embora contenha alguns elementos datados, permanece suficientemente atual para despertar a curiosidade do leitor moderno. Embora não tenha recebido nenhum dos grandes prêmios da ficção científica, esse fato pode ser justificado pela sua data de publicação, que antecede alguns desses prêmios. Ainda assim, é um livro que freqüentemente aparece em listas das grandes obras de todos os tempos do seu gênero.

Escrita em 1953, a estória começa com a chegada de enormes naves alienígenas prateadas que se posicionam sobre os céus das principais cidades da Terra justo a tempo de acabar com a corrida espacial e salvar a humanidade de seu caminho destrutivo. Os recém-chegados imediatamente tomam conta de todos os negócios da espantada raça humana, demonstrando no processo o seu imenso poder e recebendo assim o título de Senhores Supremos. Como logo se fica sabendo, a dominação, apesar de realmente existir, é de uma natureza benigna, e logo os Senhores Supremos conduzem a humanidade a uma era nunca vista de prosperidade e paz que a raça humana nunca seria capaz de alcançar por si mesma. Algumas grandes questões entretanto se apresentam à humanidade. Primeiro, quem seriam os Senhores Supremos? Os alienígenas recusam a se mostrar à humanidade, dando com razão o próprio bem da mesma. E segundo, qual é o propósito por trás da chegada dos mesmos? Clarke tece a sua história conduzindo o leitor à solução desses dois grandes mistérios em um dos mais elaborados enredos da era clássica da ficção científica, culminando em uma interessante e satisfatória conclusão.

Clarke segue seu estilo usual, direto e meio científico para contar uma estória interessante. Ele mostra a humanidade de uma maneira diferente da usual, em um contexto em que ela é apenas uma pequena parte de um todo. Ainda assim, eu não fiquei tão empolgado pelo livro. O final é legal, parcialmente aberto e com bons ganchos para a imaginação, mas acho que depois de ler outros livros do Clarke com finais similares, a idéia ficou um pouco gasta para mim.

De qualquer forma, o livro é bom, de fácil leitura. Para os fãs de ficção científica este é um livro que vale a pena ler por causa do seu lugar na história da ficção científica.

§ One Response to O Fim da Infância

What's this?

You are currently reading O Fim da Infância at Superfície Reflexiva.

meta