O Netscape morreu

July 16th, 2003 § 8 comments

Qualquer pessoa que lê esse blog sabe que eu sou um fã do Mozilla. Eu vivo escrevendo sobre as novidades desse navegador e sobre quaisquer desenvolvimentos interessantes sobre o mesmo. Assim, ontem não pude deixar de notar a criação da Mozilla Foundation, um organização sem fins lucrativos com o propósito de gerenciar o Projeto Mozilla.

Para dar início à organização, a AOL, proprietária do Netscape, fez um compromisso de doar 2 milhões de dólares ao longo dos próximos dois anos para a mesma. Além disso, outras empressas interessadas também podem decidir doar mais dinheiro também em um futuro próximo. O mais interessante para mim é a escolha de Mitch Kapor como diretor da nova organização. Ele é um dos nomes mais conhecidos no meio do desenvolvimento pela fundação da Lotus e pelo seu investimento em novas companhias na área através de sua empresa. Recentemente ele iniciou um projeto chamado Chandler que tem como objetivo ser um gerenciador de informações englobando e-mail, contatos, tarefas e organização geral de informações além de servir como uma base para a construção de outras aplicações agregadas. Kapor, além de doar 300 mil dólares para a Mozilla Foundation, vai também dar o rumo a ser seguido pela mesmo.

Os primeiros efeitos dessa mudança de rumo já começam a ser sentidos. Segundo informações divulgadas, a AOL já está desmantelando a divisão que ela mantinha da Netscape e mandando embora ou remanejando os funcionários que lá trabalhavam. Aparentemente até os logotipos da Netscape já estão sendo retirados dos prédios.

Será interessante agora acompanhar os efeitos a longo prazo dessa história. Obviamente muitas pessoas estão pessimistas sobre o acontecimento. Mas, se tudo acontecer como está sendo anunciado, o Mozilla tem um chance muito boa de se converter em um navegador de ponta do mercado. Tudo vai depender do gerenciamento dessa nova organização. E, como eu disse, ela não poderia estar em melhores mãos.

Recentemente, um artigo publicado no Evolt analisava o mercado dos navegadores e indicava o retorno das Grandes Guerras dos Navegadores. Os desenvolvimentos recentes parecem confirmar isso. Na minha opinião, isso é muito bom. Eu acho que o mercado e a comunidade aprenderam muito com o que aconteceu e um retorno da competição só pode beneficiar os desenvolvedores e usuários. Como o artigo aponta, padrões fixos são um sonho impossível. Sempre existirão discrepâncias e problemas de compatibilidade. Mesmo assim, a competição é um meio de evoluir os navegadores para o próximo estágio.

Em resumo, o Netscape está definitivamente morto. Longa vida ao Mozilla!

§ 8 Responses to O Netscape morreu"

  • sérgio says:

    Olha, eu estou meio pessimista com esta história dos browsers. Vai vendo : NS is dead, IE is dead pelo menos até 2005/2006, sobraram Mozilla e Opera. Opera é bem legal mas o market share dele inviabiliza tomá-lo como um concorrente real(ele vai ter que comer muito feijão para sair do nicho em que se enfiou). Sobra o Mozilla e …
    Como desenvolvedor eu adoro o moz. mas para o usuário final, aquele cara que consome os nossos sites e não sabe o que sejam xforms, browser = IE e começo a ver algumas coisas como CSS3 serão empurradas para a época do release do IE7. Começo a ver delinear-se uma coisa parecida há alguns anos atrás em que web standards eram uma utopia por causa do NS4, lembra disto ?
    Espero estar enganado nas minhas idéias …

  • Ronaldo says:

    Essa é uma possibilidade real. Algumas das opiniões que eu li, inclusive, dão isso como certo já pensando que a Mozilla Foundation dificilmente sobreviverá mais do que uns dois anos. Eu, pessoalmente, espero que isso não aconteça. O diretor dessa nova organização já deu mostras de ser um excelente empreendedor e domina tanto os aspectos políticos quanto técnicos da questão. Assim, eu tenho uma certa esperança de que o Mozilla se coloque na vanguarda dos navegadores, principalmente através Firebird. Quando uma versão 1.0 desse componente estiver completo há uma boa chance de adoção por parte de empresas e outras organizações. E enquanto o Mozilla sobreviver os padrões estarão avançando por força da comunidade.

  • Guaracy says:

    Eu adotei o Mozilla como navegador para o W2K. O maior problema, que não chega a ser tão sério é a impossibilidade de ver SVG (pelo menos para mim).

    Quanto a fundação, não li mais para saber dos detalhes e se vai ou não durar. Não vejo motivo para ter um prazo de vida já na sua fundação. Não é bem o mesmo caso mas baixei hoje o OpenOffice 1.1rc e está muito bom mesmo. Não vou ficar jogando na falência destes projetos. Pelo contrário, vou utilizá-los e fazer propaganda dos mesmos.

    Uma coisa já achei melhor no ‘Mozilla Foundation’. Achei a página mais moderna e mais bonita. :)

  • Ronaldo says:

    Com certeza o Mozilla precisa de muito polimento, mas estamos chegando lá. Mesmo com os problemas, o navegador já é muito melhor do que qualquer outra em toda a história da Internet. Ou pelo menos eu acho… 😀

    Eu também não dou prazo de vida para a fundação. Nesses casos prefiro ser otimista e esperar que pelo menos algo de bom venha da mesma. Se o falido Netscape nos deu o Mozilla, a fundação pode também trazer muitos benefícios. No meio tempo eu continuo promovendo o que acho bom. E com certeza a página principal do site ficou bem melhor — especialmente porque eles trocaram vários termos que só desenvolvedores entendem por linguagem comum e interessante.

  • Diego says:

    Meu medo é que só os desenvolvedores tenham conhecimento destas maravilhas de browsers “alternativos”… Que só nós usemos estes browsers… Eu acho difícil um usuário “normal” conseguir achar outro browser que não o IE.

  • Salve galera! Acompanhando esse papo não consigo, nem quero, me omitir. Também sou do time de que o Mozilla é um benefício enorme. Adotei o browser a uns 2 meses apenas (por influência do Ronaldo) e hoje em dia nem me imagino mais usando IE novamente.

    Por sinal atualmente preciso fazer força pra me lembrar de testar os sites no IE também, como se ele fosse o segundo browser. Daí eu me lembro que ainda é responsável por noventa e tantos porcento da audiência registrada na web.

    De qualquer foram também espero que ele (Mozilla) sobreviva e ganhe força, agora, o meu recado vai pro Diego. Acho que nós, desenvolvedores web, temos a faca e o queijo na mão. Somos nós que podemos divulgar para o grande público qual é o melhor browser do mercado. Nós temos a força, dominamos, ainda que informalmente, esta mídia poderosa chamada internet. Podemos incluir mensagens em espaços importantes da internet divulgando os padrões web em linguagem leiga e quais browsers estão em conformidade com eles.

    A comunicação é poder e nós dominamos esta mídia, portanto: “Este site é melhor visto com Mozilla!”

  • Ronaldo says:

    Diego, na verdade, essa resistência acontece até com desenvolvedores. Na empresa onde eu trabalho, só eu uso o Mozilla o tempo todo mesmo desenvolvendo a maior parte dos projetos para IE. Só agora, com o desenvolvimento migrando para as duas plataformas é que mais desenvolvedores estão experimentando com o Mozilla. E mesmo assim, sempre há algum para dizer que o Mozilla é isso ou aqui de ruim e que não vai nem olhar.

  • Ronaldo says:

    Dennis,

    Concordo em gênero, número e grau. Se há alguém que pode mudar o panorama do Mozilla é o desenvolvedor. Eu vivo fazendo isso. Sempre que vou dar uma força para alguém com a informática, eu tento levar a pessoa a experimentar com o Mozilla, o OpenOffice ou qualquer outro software livre. Nem sempre funciona, mas seu eu não fizer ninguém mais faz.

    Sobre o melhor visto, eu também faço isso bem disfarçadamente. Por exemplo, esse blog é melhor visto no Mozilla pois usa recursos mais avançados de CSS que só existem nesse navegador. Mas funciona beleza no IE também sem muito galho. Assim, dá para mostrar que o Mozilla é o melhor e continua melhorando.

What's this?

You are currently reading O Netscape morreu at Superfície Reflexiva.

meta