Implementando SCORM

July 29th, 2003 § 19 comments

Semana passada eu terminei de implementar uma versão básica do padrão SCORM em um LMS que a empresa para a qual eu trabalho está desenvolvendo. Isso envolveu, de uma maneira geral, implementar o RTE do padrão, ou seja, a própria interface de serviços do mesmo. A experiência foi interessante e eu aprendi muito, tanto sobre o padrão como sobre as tecnologias relacionadas. Ao longo dos próximos dias eu vou colocar aqui alguns pensamentos sobre o processo. Como isso provavelmente é do interesse de poucas pessoas, sinta-se à vontade para ignorar essas entradas.

Uma introdução ao SCORM

O SCORM é um padrão introduzido pela ADL Initiative que define tanto um ambiente de tempo de execução como um modelo de agregação para objetos de aprendizado online. A versão atual do padrão é a 1.2. Uma versão 1.3, resolvendo vários problemas com a versão anterior, está sendo discutida há mais de um ano, mas ainda não há uma data precisa para a sua conclusão.

O padrão tem obtido bastante atenção nos últimos anos e é considerado um substituto do AICC CMI, um padrão anterior na área e, embora seja relativamente novo (2000), tem tido uma boa aceitação no mercado. Na verdade, no que tange ao modelo de agregação, o SCORM constrói sobre o padrão do AICC e acrescenta suas próprias extensões, refinando o modelo anterior.

Na minha experiência, o padrão demonstrou ter muitas vantagens, mas também desvantagens significativas — principalmente do ponto de vista da implementação. A idéia é realmente muito interessante e o SCORM é um grande passo na direção da integração entre conteúdo e modelos de aprendizados baseados na Web, mas há muitas falhas na sua formulação que devem ser estudadas e respondidas caso um implementação seja feita. Ao longo da minha própria implementação, por exemplo, eu tive que tomar várias decisões sobre como lidar com aspectos difíceis da especificação que foram mais baseadas em meu próprio julgamento ou entendimento do padrão do que sobre à própria idéia descrita na especificação, que muitas vezes não estava bem colocada ou continha erros inerentes.

Uma implementação SCORM consiste basicamente na criação de uma interface JavaScript (como especificada no padrão) e uma retaguarda no lado do servidor. A interface JavaScript serve para mediar entre os objetos que compõem um curso (que são o SCO no nome do padrão) e o gerenciador de execução de cursos e obedece a um conjunto rígido de regras. A parte do servidor é dividida em duas, o gerenciamento dos cursos em si (usuários, relatórios, etc.) e o gerenciamento da execução dos cursos. Esta segunda parte é diretamente ligada com o padrão e, juntamente com a interface JavaScript, foi o que eu implementei.

Na próxima entrada eu vou analisar algumas vantagens e desvantagens do padrão e explicar um pouco sobre como eu lidei com os problemas que surgiram.

§ 19 Responses to Implementando SCORM"

  • Kenji says:

    Acho que o mais difícil na hora de implementar é não ter com quem “conversar” sobre. Pelo menos 1 ano atrás não tinha, não sei como foi contigo.
    Grande parte das pessoas implementa cursos utilizando as APIs, mas implementar mesmo o LMS é raríssimo.

    parabéns!

    Uma desvantagem que eu vejo no SCORM é a pouca liberdade para se criar avaliações, já que pelo menos as que eu vi são feitas em Flash ou então em html com a correção feita por JavaScript no cliente (!!!), já que no LMS é armazenado apenas o score.

    Bom, mas já estou totalmente desatualizado, posso estar falando besteira :-)
    Parabéns novamente.

  • Ronaldo says:

    Valeu pelo elogio! A sensação que eu experimentei foi justamente essa, de não ter ninguém para conversar do ponto de vista de quem já implementou. Eu podia até pedir ajuda para colegas de trabalho, mas não é a mesma coisa. A implementação agora vai ser exaustivamente testada e vamos ver no que dá. :-)

    Sobre as avaliações, concordo 100%. Para mim este é um dos grandes pontos de falha do padrão e que provavelmente precisará de muita reformulação no caso de avaliações que realmente tenham importância. Para testes pequenos, tudo bem. Mas para coisa importantes não dá mesmo.

  • Dennis says:

    Parece que o problema de não ter com quem conversar sobre esse tal de SCORM é realmente grave hein ?!

    Tem a ver com ensino a distância? Ronaldo tem alguma aplicação implementada que possa ser vista como exemplo de uso?

  • Ronaldo says:

    Realmente é difícil achar quem já tenha implementado o padrão em um sistema. Aqui no Brasil eu fiquei até surpreso de achar outra pessoa. Lá fora é mais fácil, mas ainda assim não são muitos. A maioria dos implementadores são grandes casas que tem equipes internas.

    O SCORM é ensino à distância puro. É um padrão para a comunicação entre um curso e o sistema que o hospeda. Eu vou editar o texto para deixar isso mais claro. Como é um padrão, significa que você pode criar um curso em um formato qualquer (desde que seja suportado por um navegador) e colocá-lo em qualquer sistema que seja compatível com o SCORM. O curso rodará sem problemas.

    Infelizmente, eu não tenho nenhuma aplicação pública. Mas visitando o site do SCORM você pode baixar a implementação de referência e um curso muito bom que explica o assunto completamente (pelo menos do ponto de vista do entendimento).

  • Interessante hein! Como eu já devo ter comentado, trabalho em uma universidade. Temos um sistema de Ensino à Distância (EAD) funcionando, mas não fui eu quem implementei nem tive ainda a oportunidade de ver bem como ele funciona.

    Sei que a Unicamp desenvolveu e mantém um sistema open source de EAD. Parece que chama TelEduc, se não me engano.

    Mais pra frente vou ter que mexer com o sistema da PUC então pretendo ir conhecendo esse SCORM aos poucos. Que tipo de cursos você já desenvolveu? Conhece alguma universidade que utilize o padrão? Quando você diz “qualquer sistema que seja compatível com o SCORM” quais são as opções?

  • Ronaldo says:

    Não conhecia esse sistema EAD da Unicamp. Você tem um link para o mesmo?

    Sobre o SCORM, é uma boa idéia ir entendendo. Se algum dia você tiver que implementar, fica bem mais fácil se você já tiver entendido as questões e problemas envolvidos. Ano passado eu fiz uma pesquisa, justamente em preparação para um futuro desenvolvimento, e foi bom para pensar em como seria a estratégia de construção. Obviamente, na prática as coisas diferiram em muitos pontos mas deu para seguir uma linha geral do que eu tinha pensado e planejado.

    Em relação aos cursos, na verdade em não implemento os mesmos. Esse é o lance do SCORM: qualquer pessoa que queira fazer um curso para rodar no seu sistema de ensino compatível com o SCORM só precisa usar a API que a especificação indica e o curso funciona sem problemas, seja ele Flash ou puro HTML. Eu não conheço nenhuma universidade que use o padrão, mas é ignorância minha mesmo. :-) Eu teria que pesquisar.

    A questão da compatibilidade é a implementação da API. O SCORM especifica como o curso é empacotado (um zip com um manifesto XML) e como ele se comunica com o LMS (via uma API JavaScript). Nesse ponto a especificação é rígida pois precisa permitir integração máxima. Eu ainda tenho alguns problemas com a estratégia, mas ela funciona até bem (exceto nas avaliações e segurança, como eu vou até comentar mais em outras entradas). Alguns LMSes que implementam o SCORM são o Saba e o Docent. Caros e pesados, por sinal. Esses LMSes também implementam o padrão anterior, o AICC, do qual o SCORM é um grande evolução.

    Não sei se esclareci bem suas dúvidas. Você sabe que pode ficar à vontade para mandar mais. :-)

  • daduu says:

    Existe como gerenciador gratis tambem o ILIAS que eh OPEN SOURCE pode ser usado ou modificado pois possui licenca GPL, muito bom ainda nem sei mexer nele mas parece que tem muitas coisas, estava querendo achar pessoas para traduzirmos ele para o portugues do brasil pois nao tem na nossa lingua ainda e eh interessante pois ele vem com um language pack (tipo um arquivo que fica todas as mensagens do sistema) ai eh soh traduzir esse arquivo, nao tendo a necessidade de entrar diretamente no source do LMS, esperimentem e me digam o que acham
    Eduardo Cesar

  • Ronaldo says:

    Interessante. Eu não conhecia esse projeto, mas vou me inteirar melhor sobre ele. Embora, por questões comerciais, a empresa para a qual eu trabalho teve que desenvolver o seu próprio LMS, é sempre interessante conhecer opções novas.

  • Alex says:

    pessoal, foi uma boa surpresa encontra esse site falando sobree scorm. Sou analista e especialista em sistema de eleaning. Queria manter contato ou mesmo criar um grupo de discussão com vcs. O que acham?

  • Aline says:

    Olá!

    Achei o blog pelo google (o que seria de nós sem ele) e a mesma sensação que tinha (não ter ninguém pra conversar sobre). Gostaria de saber se vocês conhecem algum Grupo de Discussão em portuuês, sobre as experiências de cada um na implementação de SCORM. Estou no começo ainda, e espero poder contar com as opiniões de alguns de vcs!

    Temos aqui na empresa desenvolvedores que vieram do projeto TelEduc, mas é muito difícil engajar todos na criação de um LMS. Mas se ocorrer o mesmo, gostaria de saber de vocês qual linguagem tem utilizado.

    Obrigada!

  • João Paulo Coutinho says:

    O padrão AICC não é mais robusto para ser utilizado?
    Estou sofrendo com meus projetos, pois preciso desenvolver aplicações em flash que enviem e recebam dados do servidor LMS.
    Já baixei extensions da macromedia, mas nada!!
    Alguém sabe como o javascript do html do flash conversa com o AICC, digo, em parâmetros, etc..?
    Onde posso encontrar isso?

    Obrigado!

  • Ronaldo says:

    O SCORM é mais robusto que o AICC por ser uma reformulação mais nova deste último, levando em conta os problemas encontrados nele.

    No que vi do AICC aqui na empresa onde trabalho, ele é relativamente mais complicado de implementar porque tem uma API ainda mais frágil que a do SCORM.

    Eu não sei onde achar JavaScript pronto, mas se você quer uma direção geral, você terá que implementar uma chamada no Flash à página que por sua vez chamará o LMS atráves de algum mecanismo como XML, Java, ou coisa assim.

    A propósito, eu iniciei há alguns dias atrás uma lista de discussão no Yahoo Groups chamada implementando-scorm. Convido você a juntar-se a ela. Estamos começando e qualquer participação é bem vinda. O endereço é:
    http://br.groups.yahoo.com/group/implementando-scorm/

  • Carlos Eduardo says:

    Olá Ronaldo,

    sou aluno de iniciação científica da UFMA (Universidade Federal do Maranhão) e trabalhamos no desenvolvimento de um sistema de EAD (NetClass).

    Esta semana meu professor pediu para que estudasse SCORM para implementarmos no sistema. Portanto ainda vou começar os estudos e gostaria que me indicasse documentações, especificações sobre esse padrão. Algumas dicas, tipo por onde começar. Fico muito grato. E espero contribuir no que for preciso na discussão sobre EAD. Fiz a assinatura do seu grupo. E espero colaboração.

    um abraço

  • Ronaldo says:

    O pessoal do Click2Learn tem uns documentos bem legais sobre o assunto. A URL está logo abaixo. Tirando isso, seria bom que você baixasse os documentos da especificação e desse uma olhada nos fóruns da ADLNet.

    http://home.click2learn.com/en/products/standards.asp

  • Alex says:

    Amigos, trabalho numa empresa que desenvolve sistemas EAD para indústria Qui/Petroquímica. Por solicitação de alguns grandes clientes teremos que colocar o padrào Scorm em nossos cursos, sendo assim gostaria de contar com vcs no aprendizado do mesmo.

    Quer tal criarmos um grupo de discussão sobre o tema?

  • Ronaldo says:

    Há um tempo atrás, você deixou um comentário nesta mesma entrada do blog falando sobre essa idéia. A lista foi realmente criada e basta você se inscrever nela. A lista está no Yahoo Groups, em:

    http://br.groups.yahoo.com/group/implementando-scorm/

    O endereço estava dois comentários acima do seu. :-)

  • Alex says:

    Ronaldo, tudo bem contigo man? Cara ainda estou patinando no Scorm, será que vc pode indicar mais algumas coisa alem do adlnet.com – o documento deles é bem confuso e não fala nada a nivel de comandos ou estrutura do html, por xemplo. Qual foi seu ponto de partida no Scorm?

    Valeu!

    ______________

  • Ronaldo says:

    Infelizmente, além do material do site da ADLNet, o resto é muito escasso. O que eu recomendaria é que você conseguisse um curso em SCORM (o Sample RTE tem um bem simples e, se não me engano, o pessoal do Click2Learn tem um de exemplo também) e rodasse dentro do Sample RTE da própria ADLNet. Dá para aprender bastante. O pessoal do Click2Learn também tem um sniffer SCORM que ajuda bastante.

  • Fabio says:

    Estava procurando stressadamente sobre scorm e flash e pelo que li e deu para entender vc sabe como fazer um curso utilizando flash e scrom???? estou procurando alguem q possa ajudar.. remuneravel claro por dicas… temos q fazer um curso p/ rodar em um lms com padrao scorm, o curso está feito em flash, agora temos q fazer ele conversar com o lms.
    vc pode dar um help ou qualquer um quer ler isto.. isso é urgente…….

What's this?

You are currently reading Implementando SCORM at Superfície Reflexiva.

meta