Mudanças

September 10th, 2003 § 14 comments

Após vários meses procurando por um modem real (hardmodem) que funcionasse sob o Linux, eu finalmente consegui encontrar um. Instalei e estou escrevendo esta entrada diretamente de um Mandrake Linux 9.2, usando o Mozilla.

Embora a instalação do modem tenha sido um pouco problemática, um pouco de pesquisa no Google resolveu tudo. A velocidade de conexão que eu estou alcançando é aparentemente menor do que a do modem anterior, embora ambos sejam 56K, mas eu não notei nenhuma diferença real nos downloads que fiz — talvez o modem antigo não exibisse a velocidade nominal de conexão, e sim a máxima possível. De qualquer forma, estou conectado.

Agora é só fazer uma instalação apropriada de uma boa distribuição (provavelmente vou usar a Red Hat 9) e migrar todos os meus dados para a mesma. Essa mudança esteve nos meus planos por um longo tempo mas a falta de um modem impedia uma migração definitiva. E como é impossível conseguir banda larga onde eu moro, o único jeito era continuar procurando um modem. Bom, a situação está resolvida.

Daqui para a frente, como diz o comercial recenete da IBM, o futuro é aberto.

§ 14 Responses to Mudanças"

  • Otávio says:

    Eta, instalei o Mandrake 9 hoje para ver se nessa distribuição eu conseguia fazer a minha placa de rede funcionar sem ter de recompilar o kernel. Nada…

    Voltei para o redhat (mas continuou sem a placa de rede).

    O meu winmodem consegui configurar (mas como tenho banda larga, parei de conectar com ele). Eu coloquei aqui (http://gulp.ucpel.tche.br/modules.php?name=News&file=article&sid=67 ) o link para os drives do winmodem. : )

    Abraços.

  • Ronaldo says:

    Pois é… Essa versão 9 do Mandrake me decepcionou nos últimos dias. Tive problemas para instalá-la em duas máquinas e quando deu certo, o sistema fica perdendo algumas configurações toda vez que a máquina é desligada. Em uma das máquinas eu acabei instalando o Red Het 9 mesmo e vou fazer a mesma coisa na outra hoje.

    O problema com banda larga aqui no meu bairro é que a Telemar diz que a central está cheia e não tem previsão de liberação de mais links. Esse povo não sabe tratar o cliente mesmo. :-(

  • Dennis says:

    O Mandrake foi a primeira distro com que tive contato. Lá pelos idos de 1997~98… De lá pra cá usei Conectiva por algum tempo e depois colei no RedHat.

    Atualmente estou usando o 8 e migrando pro 9. Acho que há uma tendência no horizonte de supremacia da RedHat, pelo menos na conquista do desktop. Acho que eles são a companhia que mais tem investido nesse nicho, sem deixar de lado os servidores. Eles tem bala-na-agulha ($$$) e isso ajuda muito.

    Fico triste como enfraquecimento da Conectiva… eles já foram uma grande opção e o fato de disponibilizarem muita documentação em português ajudava bastante os iniciantes e light-users.

  • Ronaldo says:

    Eu não lembro qual foi minha primeira distro, mas acho que foi o Mandrake também (8.0, seu eu não me engano). Eu sempre gostei porque o processo de instalação é fácil e os aplicativos são bem mais integrados. O que me anda deixando chateado são problemas com os programas que configuram o sistema. Em alguns casos o programa não salva os valores, que retornam ao valor default com o boot, ou pior, sobrescrevem suas mudanças. A 9.2, por exemplo, fica deletando o link simbólico que eu criei em /dev/modem. Isso é muito chato.

    O Connectiva eu nunca usei, mas fico triste também com os problemas da empresa. Distribuições em português são fundamentais para uma maior adoção do Linux, embora eu use o sistema configurado em inglês.

    Espero ter mais sorte com o Red Hat. Eu gostei das instalações que fiz, embora eu provavelmente vá ter que instalar muitas das aplicações que eu gosto da Internet ou do CD do Mandrake.

  • Otávio says:

    Eu nunca me acertei com o Conectiva. Só o Guarani 3 (num Pentìum 100) foi instalado sem problemas. Com as outras versões sempre tive problemas (no meu PIII).

    Meu primeiro contato com o Linux foi com o Guarani 3, no primeiro ano da graduação. Lembro que fiquei tentando todos os comandos de DOS para ver o que acontecia : )

    Logo atualizaram as máquinas e passaram para redhat (mas acho que o server principal do setor de fisica usa o guarani até hoje)

    Passei a graduação inteira usando o rh e não vai ser agora que vou mudar. Meu único problema era memória ram e a placa de rede. A placa de rede é barata se eu for comprar, e as memorias mandei buscar ontem, então que venha o futuro aberto de vez!

  • Ronaldo says:

    Guarani eu nunca ouvi falar. É antiga?

    O Red Hat tem a vantagem da estabilidade, já que é mais comercializado e bem posicionado. O problema do Mandrake é a pressa, eu acho. Eles sempre estão reformulando toda a distribuição a cada versão menor e isso sempre gera problemas. Parece que eles também não testam muito, já que sempre alguma coisa chega sem funcionar. Eu gosto muito dessa distro por ser fácil de usar, mas cansei dos problemas. O Red Hat, mesmo nas versões mais antigas que usei, não deu problema.

    Eu pensei também em instalar o Debian 3. Depois fui ver no site que você precisa recompilar o kernel para colocar suporte a placa de sons. Se a placa de som é assim, não quero nem pensar no resto.

  • Otávio says:

    Guarani 3.0 eh da Conectiva. Acho que a primeira versão em português, baseada no redhat 5.

    Eu jah pensei em instalar o Debian tb, mas não tenho mais a paciência que tinha a três anos atrás quando ficava horas na frente tentando fazer *uma* coisa funcionar.

    O radhat tem suporte ao meu hardware (menos a minha placa de rede que comprei depois …) pq tenho um Dell Dimension com tudo Intel. É só colocar o cedezinho e pronto : )

  • Roberto Ribeiro says:

    Já tive que trabalhar com várias distribuições (RH, Mandrake, Suse, entre outras) e inclusive não-linux como os BSDs da vida e duas que me empolgaram bastante foram o Suse e o Kurumin (um Knoppix adaptado para português feito por um brasileiro e com várias opções interessantes), que pode rodar do CD ou do HD e é extremamente enxuto. O que vem me impedindo de usá-las em casa é o fato do suporte ao meu modem ser nulo. O Kurumin torna extremamente fácil usar winmodems mas o meu famigerado Agere v92 não é compatível de maneira nenhuma. Vejo que o jeito vai ser comprar um hardmodem também… Pra quem quiser ler sobre o Kurumin o endereço é http://www.guiadohardware.net

  • Ronaldo says:

    Uma distribuição que eu nunca usei foi a Suse. Todo mundo diz que é muito boa mas eu nunca cheguei a botar as mãos em um CD. A Kurumim eu conheço, mas olhando no site, não gostei muito dos características dela para um sistema de desenvolvimento. Mas isso é só do que vi lá; provavelmente, eu estou enganado.

  • Jonas Galvez says:

    Um amigo (e uma boa pesquisa no… não preciso nem falar onde, né?) me convenceu de que o Debian é a *melhor* distro, pelo menos para os que são um pouco experientes (ou corajosos). Então resolvi me preparar aqui. Já peguei alguns ebooks e tutoriais. No próximo fim de semana, será o grande dia. Por enquanto estou só brincando com o Knoppix.

  • Ronaldo says:

    Isso é o que todo mundo que conhece diz. Eu também acredito que seja, mas só de olhar a complicação que é para instalar resolvi deixar para o futuro.

    Ano que vem eu vou comprar uma máquina nova, com muito mais espaço em disco e aí dá para ficar com um boot tripo e testar qualquer distro como terceiro sistema operacional, mantendo sempre uma outra em funcionamento. Eu até já fiz isso no HD do 20GB que tenho, mas fica pouco espaço para cada sistema operacional.

  • Paulo Fontes says:

    Tenho red hat 9.0 instalado em partição do hd e win 2000, estou pesquisando qual a melhor distro para mim, então fuçando o kurumin, achei que este supre melhor as minhas necessidades, pergunto, como desintalar o red hat para instalar o kurumin? Lembrando que o boot na maquina é feito pelo red hat.

  • Ronaldo says:

    Acho que a maneira mais fácil de fazer isso é copiar o seu diretório home para algum lugar (você pode salvar para um CD, por exemplo) e simplesmente instalar o Kurumin por cima do Red Hat. Depois é só criar o seu usuário e copiar os arquivos de volta.

  • gilcesar says:

    Para usar vários OS’s na mesma máquina eu uso o SmartBoot como gerenciador de boot. Assim eu posso particionar meu HD com Partition Magic e tornar as partições Hide. O SmartBoot se encarrega do Unhide automático da partiçao que contém o OS que desejo iniciar. Atualmente eu tenho instalado nos meus HD’s o Win98(hda1), WinXP(hda2), HadHat(hda4), Kurumin(hdd1). O SmartBoot nao tem problema em inicializar OS’s em HD’s diferentes eh um ótimo gerenciado. Mas ele não eh um inicializador de OS, portanto, ao instalar um OS certifique-se de instalar o inicializador(lilo no caso do linux) na partiçao local onde instalou o OS e nao na MBR. O resto o SmartBoot faz, um dos melhores que já encontrei e ainda eh GNU.

What's this?

You are currently reading Mudanças at Superfície Reflexiva.

meta