Mais notícias sobre o caso da patente sobre plugins

September 12th, 2003 § 2 comments

Mais notícias sobre o caso da patente que a Eolas detém sobre a tecnologia de plugins em documentos de hipertexto: a Microsoft perdeu a primeira apelação pós-julgamento que procurava mostrar que a Eolas representou incorretamente os fatos durante o mesmo. A empresa já está planejando apelar da decisão novamente.

A notícia é péssima, já que implica que, em um futuro próximo, a Microsoft pode ser obrigada a mudar o IE para acatar a decisão judicial, removendo o suporte a plugins no navegador que são embutidos na página. Não é nem necessário lembrar que, se isso realmente acontecer, o custo de modificação dos sites que empregam tais tecnologias será imenso. Sem contar que muitas empresas cujos negócios dependem disso, como a Macromedia, serão tremendamente prejudicadas. E outras empresas e organizações que produzem navegadores também terão que fazer ajustes, como é o caso da Opera e do projeto Mozilla.

Por outro lado, a patente é bem específica e, como o artigo mostra, soluções podem vir a ser desenvolvidas que burlariam a patente sem prejudicar muito o uso de programas externos. Obviamente isso traria outros problemas, mas seria melhor do que simplesmente eliminar completamente o uso de plugins. Um exemplo seria o uso de uma caixa de diálogo antes da exibição do plugin propriamente dito, o que não cairia sob a patente que especifica execução automatizada. O artigo aponta também outra solução pensada que seria embutir os dados na página, já que a patente especifica o uso de uma fonte externa. Todas as soluções potenciais tem problemas, mas se a patente for realmente aplicada, esses problemas terão que ser resolvidos ou aceitos.

Uma coisa benéfica que talvez resulte disso é uma expansão dos mecanismos DHTML presentes nos navegadores modernos. Muita coisa poderia ser feita diretamente em DHTML se houvesse mais flexibilidade nas interfaces. Diversas aplicações que hoje só são possíveis com Flash e/ou ActiveX poderiam ser possíveis no próprio HTML se a DOM e os mecanismos acessórios fossem melhores.

O caso também levanta novas questões sobre como o W3C e as organizações e empresas criando tecnologia Web devem lidar com as patentes. Em um mundo ideal, as tecnologias seriam abertas e qualquer parte interessada poderia utilizá-las sem problemas. Mas é claro que negócios não funcionam assim e uma política melhor terá que ser desenvolvida. Ironicamente, não faz muito tempo que o W3C publicou sua posição quanto a patentes para evitar justamente esse tipo de problemas. O problema é que a política cobre somente os membros do consórcio, e a Eolas, além de não ser, não tem a menor preocupação com o futuro da Web.

De qualquer forma, o barco ainda está correndo e será necessário esperar um pouco para ver o que acontece. Mas uma coisa é certa, a Internet possui uma incrível capacidade para rotear em volta de qualquer problema e esse pode ser um caso em que uma dificuldade inicial se converta em melhores condições para o desenvolvimento no futuro.

§ 2 Responses to Mais notícias sobre o caso da patente sobre plugins"

  • Dennis says:

    Também prefiro pensar que deve haver um “lado bom” nessa história, seja criando novas alteranativas, seja melhorando as atuais.

    Quanto à facilidade em encontrar alternativas também concordo plenamente. Pra falar a verdade eu até gostaria que essa história tivesse um final desastroso só pra participar na construção dessas “novas alternativas”.

    Uma boa notícia Ronaldo: lembra “daquela” história sobre mudança de plataforma que eu te falei? Então… rolou. Na verdade já estou escrevendo esse comentário no bichão… Estou criando uma área em meu blog só pra relatar a experiência da troca (switch) :-)

  • Ronaldo says:

    Com certeza. Sempre há opções e eu acho que os membros do W3C já devem ter bons planos de contingência. O que preocupa mesmo é o investimento que já existe hoje. Alguma forma de transição fácil tem que ser encontrada. O que eu acho engraçado é que nós, hoje, estamos na engraçada posição de defender a Microsoft.

    Eu também gostaria de participar de um processo assim. Só acompanhar vai ser uma coisa bem interessante.

    Sobre a mudança de plataforma: doido! Vai ser legal comparar as experiências das plataformas diferentes. Eu já descobri que vou ter que recompilar o kernel do meu Red Hat para embutir o suporte a algumas coisas que preciso. Vamos ver no que dá. 😛

What's this?

You are currently reading Mais notícias sobre o caso da patente sobre plugins at Superfície Reflexiva.

meta