O Dia do Curinga

September 19th, 2003 § 25 comments

O Dia do Curinga, de Jostein Gaarder, é um interessante conto de fadas moderno escrito em um estilo capaz de agradar tanto crianças e adolescentes como adultos. Para os mais jovens, ele serve também como uma leve introdução à filosofia. Gaarder, que é o autor do conhecido sucesso O Mundo de Sofia, possui um estilo literário leve e agradável que rende um bom tempo de diversão.

O livro conta a história do garoto norueguês Hans-Thomas, que, com seu pai, parte de sua terra natal para a terra dos filósofos — a Grécia — em busca da mãe que o abandonou oito anos antes para “encontrar a si mesma”. O pai de Hans-Thomas, um filósofo amador que aprecia excessivamente a bebida e coleciona curingas de baralho, aproveita a ocasião para introduzir o filho nos rudimentos dessa ciência. Na viagem, passando por uma pequena vila nos Alpes, o garoto recebe um minúsculo livro e uma providencial luneta que permite que ele leia o conteúdo do livro. A estória contada pelo livro vai se revelar fundamental para o garoto, relacionando-se com sua vida e viagem. O autor constrói a partir daí uma boa aventura que pula entre a viagem de Hans-Thomas e a narrativa do livro que lhe foi dado até a conclusão conjunta das duas, lidando com temas como destino e existência. O livro é dividido em 53 capítulos — um para cada carta do baralho e mais um para o curinga — que rendem uma boa diversão.

Embora eu não goste muito da estórias contadas em primeira pessoa, Gaarder consegue tornar esse ponto de vista interessante, identificando o leitor com o garoto que narra a viagem, lê o livro e relembra sua vida. Eu gostei muito do estilo que o autor escolheu para o texto, meio introspectivo mas sem soar falso.

Resumindo, leitura recomendada. A narrativa é divertida e interessante. E mesmo que algumas coisas sejam previsíveis, o autor consegue colocar algumas surpresas agradáveis no texto que compensam as eventuais falhas. Para um tarde preguiçosa, é um livro que vale a pena.

§ 25 Responses to O Dia do Curinga"

  • sérgio says:

    Eu *amo* este livro. Se não fosse por nada, seria por aquela pergunta do pai : ‘filho, quantas pessoas na sua família morreram antes de tempo’. Genial !

  • Ronaldo says:

    Hehe :-) Esses diálogos do pai com o filho são o que há no livro. O jeito que o autor colocou a relação dos dois foi muito interessante.

  • roosevelt says:

    na boa, depois q vc começa ler jostein gaarder começa a perceber que ele sempre escreve as mesmas coisas. sem dúvida o livro é bom, mas mundo de sofia, através do espelho….é um pouco repetitivo.
    *
    estudei a minha vida inteira em colégio agostiniano, por isso “vita brevis” foi o livro mais impressionante dele.

  • Ronaldo says:

    Eu ainda não me animei a ler os outros livros dele, embora tenha gostado desse primeiro que li. Se os outros pelo menos forem interessantes, a repetição pode até passar. O pior é se não forem. 😛

  • Rejane says:

    Adorei esse livro, inclusive, não só ele mas como também O Mundo de Sofia. Jostein Gaarder é tão perfeito em suas histórias que viajo em todas elas quando leio. Acredito que o verdadeiro escritor é aquele que leva seus leitores ao contexto de suas histórias ao ponto de confundir-se com os personagens. E essa é uma das característica de Gaarder.

  • Liliana says:

    É muito interessante os livros dele,mas O Dia Do Curinga é tudo de bom, um livro que nos faz pensar,ver sentido nas coisas,principalmente nas pessoas. Muito legal mesmo.

  • juliana says:

    adorei ler “O Dia do Curinga”, é o meu livro favorito de Jostein Gaarder. É interessante como ele nos faz viajar em suas histórias…

  • Renato says:

    O dia do Curinga é simplesmente fantástico. Adotei este livro como estilo de vida. Faz 4 anos que leio este livro todos os finais de ano… ficou pra mim como uma espécie de ritual… recomendo a todos q curtem filosofia e queiram algo mais da correria do dia a dia.. pra mim este ano foi especial lê-lo, pois estamos entrando em uma ano bissexto e neste ano existem dois dias do curinga… uaU!

    abçs

  • Daniela says:

    li esse livro logo após o natal, foi muito bom!!!
    já li o mundo de sofia e através do espelho, mas esse com certeza é o melhor… a leitura flui
    tranquila…

  • rachel says:

    Esse livro simplesmente aliviou as minhas angustias em relaçao a ser “apenas mais um ser no mundo”. Percebi que existem seres singulares que fazem a diferença… Imaginem um mundo em que as pessoas aceitassem a filosofia como uma condiçao de vida?! QUE MUNDO PERFEITO! Pena que a maioria esta presa num mundo superficial de futilidades… Blargh!! Ainda bem que eu fui uma das escolhida pelo distribuidor das cartas pra ser curinga.
    P.S.: Meu deus, o que é aquele calendario?! MUITO INTELIGENTE, MUITO BEM SACADO.

  • Larisse says:

    Jostein Gaarder é simplesmente um autor fascinante.É impressionante como ele consegue prender o leitor com sua filosofia.As leituras são gostosas e agradáveis.Quando li pela primeira vez O MUNDO DE SOFIA fiquei impressionada,depois li ATRAVÉS DO ESPELHO,A BIBLIOTECA M?GICA DE BIBBI BOKKEN,O LIVRO DAS RELIGIÕES e pretendo fazer a coleção de seus livros.Acho q todos deveriam ter a oportunidade de ler autores como Jostein Gaarder.

  • Carol says:

    Achei esse site , pq procurava por uma cidadezinha chamada “Dorf”, vc conhece? hehe;)..pois é ainda nao terminei de ler “O dia do Curinga”, mas já estou gostando muito até onde li.Este era um dos o ultimos livros que faltava para eu ler do Jostein Gaarder, gostei muito de todos , me fascina essa idéia de pensar pq estamos aqui? de onde viemos ? para onde vamos? …só lendo os livros como este para a gente “cair na real” ou melhor “sair da real ” ;))

  • Nicholas says:

    O dia do curinga virou minha biblia minha religaio e minha filosofia…viver como um curinga eh fascinate! eu axo q o jostein fuma mta maconha, os livros dele sao totalmente viajados…eu tiro o chapeu pra ele…
    obs: o calendario q ele usa…eh um calendario asteca, conhecido na europa como calendario lunar, q eh adotado por mtos bruxos, por ser baseado no ciclo menstrual da mulher e nas fases da lua

  • Totô says:

    o autor eh mto criativo e sabe o k fala!
    o livro eh realmente bom!

  • Ana Paula says:

    Este livro é simplesmente fascinante! Você começa a ler e não quer mais parar. Jostein Gaarder é relamente um excelenete autor.

  • joicy says:

    eu ja li esse livro 3 vezes… e cada vez que eu leio gosto mais. na verdade ele e uma boa introducao
    a filosofia, principalmente para quem nao gosta muito dela. sem contar que a historia te prende ate a ultima letra!

  • Ernesto junior says:

    Estou quase terminando de ler “O dia do Curinga” e me fascino com a história cada vez mais. Ele me fez pensar muito sobre a minha existência e com certeza não serei o mesmo a partir daqui. A filosofia está me levando a um mundo diferente, onde as coisas vão além de onde meus olhos alcançam. Ler Jostein Gaarder é viajar para um mundo de sonhos.

  • Juliana Vasconcelos says:

    Ainda não este livro do Jostein, mas já Li “o Mundo de Sofia” e acabei neste momento de ler “Através do Espelho. Estou em lágrimas… é um livro muito emocionante!! Esse autor é demais. Consegue transformar a filsofia em algo necessário de se ler e aprender. VALE A PENA.

  • Gustavo says:

    O mais impressionte deste autor, é de perceber quantas mentes ele está conseguindo iluminar com seu brilhantismo em escrever e criar novos mundos.
    Mais interessante do que ler seus livros, com certeza, é ler os comentários das pessoas que o lerão, dá a impressão de que uma outra janela se abre diante de nossos olhos.

  • Gabriela says:

    com certeza vale a pena ler todos os livros de Gaarder: ei, tem alguem aí? (infantil), o passaro raro, atraves do espelho, a biblioteca magica de bibbi boken.. em momento algum os livros são repetitivos. cada um lhe proporciona uma reflexão sobre determinada coisa.

  • LUIZA says:

    foi o primeiro livro de joisten que li, dai nao parei mais, mas o dia do curinga é com certeza UM DOS MELHORES livros que já li!! é d+, sem comentários

  • LUIZA says:

    foi o primeiro livro de joisten que li, dai nao parei mais, mas o dia do curinga é com certeza UM DOS MELHORES livros que já li!! é d+, sem comentários

  • Karin says:

    Eu simplesmente adorei este livro, já tinha lido o mundo de Sofia antes, sei o quanto ele modificou minha vida… Por isso acredito que Jostein Gaarder merece todo o mérito por suas obras bem elaboradas, boas histórias e estéticamente belas. Parabéns para ele que é um autor de primeira, quero ler todos os outros livros dele. O fato de ser um pouco repetitivo como questiona os leitores acima. Acredito que seja porque nem todos tem o acesso a todos os livros dele e Gaarder, ao meu ver, quer transmitir a mensagem “filosófica” a todos, talvez essa seja a sua intenção, não só a de esclarecer tais aspectos da vida como despertá-los com outros ângulos e visões. Os livros sem dúvadas são bons.

  • leticia silva says:

    amo o jostein, queria dar um beijo nele, e pediria pra ele me levar por todo o trajeto da historia, também sonho todos os dias que o anão vai vir me dar a lupa. jostein i love u.

  • Maria Luíza says:

    Depois de ler O mundo de Sofia comecei a me interessar por esse autor pq ele me fez ver a vida por um outro ângulo, aprender a se admirar com as coisas como uma criança. Essa é uma metáfora que ele usa nesses dois livros que li e q acho mt legal. Tb dá pra ver que ele acredita numa entidade superior e que fala sobre isso sem interferir em crenças, mas nos faz sentir mais seguros. Mt bom mesmo, vou indicar pra todos

What's this?

You are currently reading O Dia do Curinga at Superfície Reflexiva.

meta