Spam em blogs

October 6th, 2003 § 7 comments

Há alguns minutos atrás, o meu blog recebeu vários spams através dos comentários.

Confirmando as impressões de outros blogueiros, os comentários foram feitos à mão e com uma certa organização. O indíviduo que deixou os comentários escolheu uma entrada qualquer e fez um comentário mais ou menos relevante sobre a mesma. Depois disso, colocou vários comentários — em diversas entradas, um comentário por entrada — agradecendo ou elogiando a entrada à qual o comentário se referia.

Obviamente, pelo link e pelo conteúdo dos comentário, fica óbvio que isso não passou de uma tentativa patética de enganar um blogueiro. Mesmo assim, é interessante observar o modo com esses spams vem sendo feitos. Ao invés de usar processos automatizados, há uma tentativa de engenharia social, visando induzir o blogueiro a deixar o spam como se fosse um comentário válido. Não vai funcionar para a maioria, mas alguns provavelmente serão enganados se o conteúdo for bem escolhido.

Pelo menos foram poucos comentários. Ainda dá para apagar e reconstruir as páginas na mão. Se fosse um processo automatizado, isso poderia dar um real dor de cabeça.

§ 7 Responses to Spam em blogs"

  • Rafael Valverde says:

    Esses spammers são realmente um incômodo, mas é interessante observar como agem. Tentam fazer, com muita criatividade ou não, com que a mensagem (by mail ou outra forma) não se passem por spam e ainda atinjam o usuário. A publicidade é realmente de suma importância para a manutenção do capitalismo. Ou seria, geração de capital?

    Agora, sempre me intrigou se spam realmente funciona. Afinal, eu acredio que de milhares de usuários, pouquíssimos, mesmo que não considerem spam, irão abrir a página ou fazer o que quer que seja. Se a maioria joga fora sem ler, têm filtros e ou tomarão ódio pelo spammer, o que ele ganha?
    Não me baseio em dados concretos, é uma idéia. Será que estou enganado?

    Ah, antes que me esqueça. O “comment spammer” espera que os caras visitem o link que ele coloca junto ao comentário? É isso? =/

  • Ronaldo says:

    Realmente é interessante observar o modus operandi desses caras. Barrando a estupidez humana, responsável pela maior parte dos lucros deles, eu não posso deixar de ficar imaginando a capacidade desperdiçada dos programadores que ficam melhorando essas aplicações de envio de spam para passar por filtros. Um dia, acredito, um livro vai ser escrito sobre essa verdadeira guerra.

    E, como eu mencionei acima, é a estupidez humana que dá lucro. Em um envio de centenas de milhões de cópias de um mesmo e-mail, até mesmo um taxa de resposta de alguns centésimos de porcentagem já dá lucro. É assim que muitos constrõem seus impérios. O uso de filtros é pequeno, comparado com a população que usa e-mail já que é algo trabalhoso de instalar e manter para a maioria dos usuários. A popularização do Thunderbird, do projeto Mozilla, talvez ajude um pouco, mas duvido que se torne significante. E sempre haverá programadores do lado dos spammers bolando estratégias para pular essa proteção. É um competição real.

    Sobre spams em comentários, você está certo. E em sites de blogueiros famosos, funciona muito bem. É por isso, eu acho, que eles estão mudando a estratégia. Não adianta nada pegar pesado quando é tão fácil de deletar. Mas isso pode mudar. Um bombardeio de comentários espúrios pode tornar a manutenção e estabilidade de um site impraticáveis.

  • Rafael Valverde says:

    Pensei, quanto ao possível envio automatizado de comments em lotes, uma solução seria aqueles rotineiros inputs com “Digite os caracteres que você vê:” chatérrimos, implantados, então, em blogs. Mais uma vez os usuários “clean” saem prejudicados… =[

  • Ronaldo says:

    É exatamente isso que alguns blogueiros estão implementado. Como você disse, isso penaliza os comentaristas honestos e, como conseqüência, a conversação diminui no site.

    Outros blogueiros estão usando estratégias como verificação de IP, campos escondidos, hashes e outros para enganar robôs. Infelizmente, isso não funciona para sempre, já que os spammers sempre dão um jeito de contornas essas medidas.

  • Jonas Galvez says:

    No meu blog em inglês (www.jonasgalvez.com/blog), estou experimentando uma solução bastante straightforward… 😀 Dê uma olhada no form de comment de qualquer entry.

  • Ronaldo says:

    Realmente é uma solução na lata. Para esses spammers que entram os comentários na mão é uma boa pedida. O único problema que eu vejo é um deles encrencar com você e resolver apelar, embora eu ache que isso vai acontecer mais cedo ou mais tarde com todos nós.

  • Acho que o Jonas Galvez fez um SPAM bem sucedido (pelo menos fui no blog dele :)

    Bem, não sou blogueiro e visito poucos sites deste estilo (não precisa ficar contente:)

    Mas não entendi. “… Ainda dá para apagar e reconstruir as páginas na mão. …” Fui dar uma olhada em moveable.org e li que as necessidades são Perl + BDB ou MySQL. Imagino que as entradas e comentários estejam armazenadas no banco de dados e a geração da página seja automática. É isto?

    Então não bastaria excluir os registros contendo as informações? Ou a modelagem do BD dificulta esta tarefa?

What's this?

You are currently reading Spam em blogs at Superfície Reflexiva.

meta