Todo o spam que você conseguir

September 6th, 2004 § 2 comments

Um amigo meu ficou sem postar em seu blog nos últimos cinco meses. Quando ele voltou, hoje, ele encontrou mais de 6100 comentários esperando por ele, 6000 dos quais eram spam. Como o blog dele roda no meu servidor, sobre um banco MySQL, eu simplesmente apaguei o bando inteiro de comentários do blog e republiquei as páginas. Eu posso ter removido alguns comentários válidos, então não digam a ele que eu fiz isso…

Quando eu estava verificando a partir de qual comentário eu faria a remção em massa, eu dei uma olhada rápida nos comentários feitos no site dele. Eu ainda estou impressionado com algumas coisas que li. O blog dele é sobre publicidade e propagando e ele escreve muito sobre as empresas e campanhas feitas sobre as mesmas. O número de pessoas que pensa que ele,de alguma forma, tem alguma coisa a ver com essas empresas é impressionante.

Há pessoas que pedem a ajuda dele em seus trabalhos de faculdade, pessoas pedindo que ele descubra o preço de passagens aéreas (tudo por causa de um comentário dele sobre a Gol), pessoas pedindo ajuda em relação aos seus problemas financeiros, pessoas pedindo que ele as ajude a conseguir um emprego nas empresas citadas, pessoas pedindo que ele as apresente às pessoas famosas mencionadas, pessoas achando que ele faz parte do serviço de atendimento ao consumidor das empresas comentadas, e, o mais engraçado de tudo, pessoas perguntando por que o site estava cheio de comentário estranhos, longos e cansativos.

Esses comentários me lembraram de uma entrada recente no blog do Stuart Langridge sobre um problema similar. O cínico em mim se diverte com os perigos da marcação semântica.

O mais interessante sobre os comentários que era spam, entrentato, é que o MovableType usa uma redireção no comentário para evitar que o spam chegue ao Google. Além disso, o blog não estava configurado para suportar HTML, o que prevenia os links nos comentários de serem renderizados. O resultado é que o spam se tornava inócuo. Todo aquele spam por nada. Que desperdício….

Depois disso, eu instalei o MT-Blacklist no servidor. Eu não recebo tanto spam assim então não tinha percebido o quanto o problema era grave nos outros blogs de amigos que hospeda. E é por isso também que eu apaguei os comentários na mão: eu não sabia que o MT-Blacklist fazia isso automaticamente mesmo para comentários antigos.

De qualquer forma, o MT-Blacklist já bloqueou um lote novo de spam que foi postado hoje no blog do meu amigo, o que vai me poupar um bom trabalho no futuro — supondo que eu lembre de atualizar a lista de sites bloqueados, é claro. E a melhor coisa é que ainda sobram os comentários malucos lá.

§ 2 Responses to Todo o spam que você conseguir"

  • Rafael says:

    Eu ainda não consegui entender esses comentários malucos, tirando o spam. Se não houvessem escrito os cometários, juraria que os autores não são alfabetizados. Eles não se dão ao trabalho de ler o post (se é que eles sabem que caíram em um blogo e que aquilo é um post). Parece que acreditam piamente que aquela é a resposta cabal para a dúvida que pesquisaram no Google: se saiu nos resultados do Googel está certo, nem vou ler, só vou pedir o que eu quero. Gente estranha.

  • Ronaldo says:

    Eu já recebi uma boa quantidade de comentários malucos aqui no blog, mas poucos tão estranhos quanto os que achei no blog do meu amigo. Toda resenha de livro que eu fiz aqui é vítima de pedidos de ajuda para trabalhos na escola.

    Acho que o que acontece é isso que você disse: as pessoas não pensam no que estão vendo, só querem que seus problemas sejam resolvidos magicamente.

What's this?

You are currently reading Todo o spam que você conseguir at Superfície Reflexiva.

meta