Calculating God

January 18th, 2005 § 5 comments

Um alienígena pousa em frente a um museu canadense. Ao invés de pedir para falar com as autoridades locais ou qualquer coisa similar, ele deseja ver um paleontologista. Seu objetivo? Obter mais informações que possam demonstrar os meios pelos quais Deus atua no universo.

Essa é a premissa de Calculating God, de Robert J. Sawyer, um dos mais aclamados escritores de ficção científica da atualidade. Infelizmente, como é comum no gênero, os livros do Sawyer não podem ser encontrados no Brasil e precisam ser importados. Esse livro é o primeiro que eu leio dele e me deixou bastante empolgado para ler mais livros do autor.

O livro começa com a cena referida acima. Alienígenas de duas estrelas relativamente próximas chegam à Terra e um deles, Hollus, procura a ajuda de um paleontologista local para encontrar mais evidências do modos pelos quais Deus atua para cumprir a sua vontade. Segundo Hollus, a existência de Deus é um fato científico, que pode ser facilmente deduzido da observação dos fenômenos naturais. Resta apenas entender as razões pelas quais o Criador faz o que faz.

O paleontologista que Hollus conhece, Thomas Jericho, é um racionalista radical que se orgulha de não ter espaço para a fé em sua vida. Ele fica surpreso ao constatar que Hollus não considera a questão de Deus uma questão de fé, mas sim uma questão de ciência, de fatos tangíveis. O livro segue então a relação entre os dois à medida que Hollus e Jericho confrontam suas visões do universo e refletem sobre assuntos que vão de teologia a mecânica quântica, passando por biologia e filosofia. Jericho, como nós descobrimos nas páginas iniciais, tem câncer de pulmão e tem apenas um ano de vida restante — uma situação que lembra muita a do falecido Carl Sagan. Isso também o impele a considerar sua própria vida diante do prisma que Hollus coloca.

Longe de ser um livro banalizando o assunto, Calculating God procura pensar seriamente sobre as questões envolvidas, focalizando tudo em provas científicas. Como o personagem alienígena coloca no começo do livro, nada está fora do âmbito da ciência, nem mesmo a existência de Deus. Isso torna o livro uma longa discussão sobre o assunto, com relativamente pouca ação. Essa opção narrativa é executada com maestria, porém, e o livro prende a atenção do leitor já em seus primeiros parágrafos.

Como cristão, eu tenho um opinião bem específica sobre o assunto, mas gostei muito do modo como Saywer apresenta os seus argumentos e concordo com muitas das conclusões a que ele chega. Além de entrenter, o livro tem o mérito de não fugir das dificuldades do assunto. De fato, mesmo que entreter seja seu propósito primário, o livro certamente levará os seus leitores a repensarem alguns de seus conceitos e suposições sobre o assunto.

Em resumo, leitura mais do que recomendada.

§ 5 Responses to Calculating God"

What's this?

You are currently reading Calculating God at Superfície Reflexiva.

meta