O que os olhos não vêem…

October 9th, 2006 § 2 comments

Você só descobre que alguma coisa está dando errado quando precisa que o resultado seja certo. Eu tenho um processo no servidor que faz o backup diário de todos os bancos de dados no mesmo. Eu já testei o processo várias vezes em outras ocasiões sem nunca ter detectado qualquer problema.

Esses dias, quando precisei de voltar um dos bancos que havia dado problemas, percebi que, pelas últimas semanas, o processo estava falhando bem próximo do seu início, salvando não mais do que dois ou três bancos de dados–e isso tudo por causa de uma tabela corrompida.

Mais uma lição do Murphy, de que nunca se deve confiar em algo mesmo que a documentação existente lhe diga o contrário. O problema está corrigido, com validações adicionais, mas como a rotação dos arquivos é semanal, os dados que eu precisava não existem mais. Pelo menos, como o sistema em questão é bem pequeno, foi possível restaurá-lo com o que havia ficado. Menos mal.

§ 2 Responses to O que os olhos não vêem…"

  • Rod says:

    Ótimo site.

    Backup é como seguro. Tenho, mas espero não usar.

    Quando se esquece de fazê-lo é quando se precisa dele.
    Em meu pda a cada x meses recebo alertas para fazer testes de desastre, restaurar dados de fita para pasta temporária no hd para verificar integridade da mídia etc.

    Dependendo do volume de dados pode-se usar outras soluções:
    http://www.mozy.com
    http://www.martinfowler.com/bliki/MultipleDesktops.html

    Rod.

  • Ronaldo says:

    Pois é… Minha experiência com backups é consistentemente ruim. Por mais que eu tome cuidado, sempre dá problema. Geralmente tudo está no backup menos o que eu preciso. Acho que estou precisando considerar alguma coisa com múltipla redundância mesmo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading O que os olhos não vêem… at Superfície Reflexiva.

meta