Coisa feia, Debian…

October 13th, 2006 § 10 comments

Esse rolo todo por conta da marca registrada do Mozilla Firefox é algo que realmente nunca deveria acontecer na comunidade. Seja quais forem as razões válidas do Debian, compromisso aqui é alma do negócio. Já é muito complicado defender o aspecto político do código livre/aberto sem que brigas desse tipo dificultem ainda mais o processo. IceWeasel? Tenham dó. Será que ninguém pensou que, no mínimo, até o nome é complicado de pronunciar por pessoas para quem o inglês não é nativo?

Para quem não sabe de nada, ou para quem quer saber mais alguma coisa, deixo três bons artigos:

§ 10 Responses to Coisa feia, Debian…"

  • Eu imagino o que seria do projeto Mozilla hoje se os developers que comecaram o fork Phoenix tivessem na época dado bola para as criticas do tipo “coisa feia…” “compromisso é a alma do negocio” “pense no aspecto politico do codigo livre”, “pense nas criancas” e etc na época…

    As configuracoes default do Firefox vem piorando a cada versao, e cada vez mais, “features” discutiveis tem conseguido espaço nas builds principais, tentar contrariar algum dos “google guys” no bugzilla é perda de tempo e eu nao vejo nada de errado em simplesmente fazer seu fork quando as diferencas ja nao podem ser conciliadas.

    Nao que eu goste ou va usar o FW, Flock ou qqer outra merda do tipo, mas acho importante defender e até certo ponto incentivar os milhoes de possiveis forks, afinal de contas este é o grande valor do software livre.

  • Ronaldo says:

    Opa, Fabrício–

    Tudo bom? Eu acho que as situações são um pouco diferentes. O Mozilla na época tinha falhado em gerar um navegador aceitável, que pudesse competir com o Internet Explorer em termos de segurança e usabilidade e o Firefox foi “o” passo decisivo para resolver isso.

    Se o fork do Debian fosse pelos mesmos motivos, eu apoiaria completamente. Mas fazer isso pelas razões que foram dadas até agora me parece uma desperdício de tempo e esforço.

    É claro que eu posso estar errado. Provavelmente até estou e o IceWeasel se tornará o navegador livre padrão. Mas eu sempre penso no tempo que demorou para que Firefox se tornasse um nome reconhecível, chegando ao ponto de que é possível indicá-lo para basicamente qualquer pessoa como sinônimo de navegação. Minha mãe alterna entre Linux e Windows basicamente sem saber muito bem o que significam, mas reconhece o Firefox e o OpenOffice nos dois. É isso que eu não quer perder.

  • Vc nao vai perder isso, sua mae nao precisa usar debian, e mesmo que use, ela nao precisa usar o iceweaser, baixar o Firefox com trademarks do site e instalar em qualquer maquina será sempre possivel.

    É como ter suporte a mp3 em linux, os xiitas vivem bem sem, e as pessoas comuns nao sao afetadas simplesmente pq usam distribuicoes mais tolerantes. Nao vejo como problema para sua mae ou quem quer que seja, existir um grupo de xiitas que prefere navegar sem ver a raposinha laranja e com alguns patches e configuracoes de seguranca/privacidade diferentes.

  • Ronaldo says:

    Opa, Fabrício. Bem, espero que seja isso mesmo. :-) Eu detestaria ver o market share do Firefox se fragmentar por causa de algo assim. Eu ainda não concordo com a decisão do Debian — acho que foi esse tipo de atitude sistemática acabou forçando algo como o Ubuntu. Mas, talvez eu realmente esteja vendo uma tempestade em um copo d’água.

  • Luiz Rocha says:

    Pelo que eu entendi do que andei lendo, a idéia do IceWeasel não é fazer um fork grande, alterar dezenas de funcionalidades e com o tempo ter um navegador novo (como foi como Mozilla e o Phoenix). É só dar uma marca distinta para o Firefox do Debian, com os patches deles e um logo não licenciado.

    O que, na minha opinião, é idiota. Fiquei com a amarga impressão de que se trata de uma briga de vedetes. Concordo com a proteção da marca do Firefox, mas acho que a Mozilla Corp. e o pessoal do Debian poderiam ter resolvido essa de uma maneira muito mais inteligente.

    Enfim, acho que o pessoal do Debian não sabe brincar e o pessoal da Mozilla Corp. não sabe quem são seus aliados.

  • Ronaldo says:

    Opa, Luiz! Tudo bom? Essa história toda é uma chatice mesmo. Eu espera que, depois de tantos anos em busca de uma aceitação maior no mercado, o pessoal soubesse lidar com esse tipo de coisa. O Debian está dando muita mancada atualmente e se não fosse a excelente distribuição que é, já teria rodado. Espero que eles aprendam a tempo a lição.

  • metal says:

    iceweasel já tá na unstable =)
    tô usando ele…

  • nitrofurano says:

    A ideia que eu tive da razão da Debian substituir o Firefox pelo IceWeasel é de ser puramente uma questão de licenças, que a Debian parece levar muito a sério, e parece ter algumas dificuldades em aceitar a licença utilizada no Firefox. E como para ‘transformar’ o Firefox em GPL, Mozilla parece não permitir que o nome Firefox seja utilizado, e daí surgiu o fork IceWeasel – acho eu…

  • nitrofurano says:

    e não é só a Debian, a GNU também está nisso, visto que este IceWeasel ou IceCat parece ser o único browser ‘baseado’ em Firefox que se encontra no GNewSense ou GnuStep

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Coisa feia, Debian… at Superfície Reflexiva.

meta