O não-ano

January 1st, 2007 § 6 comments

Comparado com basicamente qualquer outro ano da minha vida adulta, 2006 foi uma bela porcaria. Mas, como também não é possível esperar que todos anos sejam bons, não vou me preocupar em reclamar do que aconteceu. O ano de 2007, ao contrário, já começou bem, com algumas mudanças na minha vida que prometem. Vamos ver o que acontece.

Aos devotados leitores desse blog, um excelente 2007.

§ 6 Responses to O não-ano"

  • Rafael says:

    Bom ano novo, Ronaldo!
    :]

  • Ronaldo says:

    Obrigado, Rafael! Igualmente para você :-)

  • Luiz Rocha says:

    Bom, pelo menos 2007 começou bem, né? Isso que importa…

    Um excelente 2007 para vc também! :-)

  • Ronaldo says:

    Luiz, realmente é o que importa :-) E você, passou bem a virada? Mandando bala com o Ruby on Rails? 😛

  • Luiz Rocha says:

    Passei a virada bem. São Paulo é ótima nessa época do ano. A população abandona a cidade, então é uma maravilha!

    Andei mexendo com Rails sim, mas estou dando prioridade para aprender Ruby direito. A minha resolução para 2007 é parar de ficar acumulando conhecimento marginal e nunca aprender nada direito. :-)

  • Ronaldo says:

    Hehehehe. Mesma sensação aqui em Belo Horizonte. Durante o mês que precede o Natal, eu não vou ao centro da cidade a não ser em caso de emergência. Depois, dá para passear tranqüilo até o meio de janeiro.

    Sobre o Rails, boa estratégia. Um grande problema de desenvolvedores Rails é esse mesmo: saber pouco do Ruby. Ficam repetindo soluções toscas e não aproveitam o poder da linguagem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading O não-ano at Superfície Reflexiva.

meta