Star Trek, Reloaded

March 16th, 2007 § 3 comments

O novo filme de Star Trek parece que vai sair mesmo e, ao contrário do que se pensava, não será centrado no cânon usual, mas será uma re-imaginação do universo da série, começando, é claro, com a série clássica.

Reiniciar uma série tão bem sucedida como Star Trek é uma proposição bem perigosa, já que, a exemplo de Star Wars, os fãs são extremamente leais. Mas pode ser uma boa idéia, considerando o desgaste da série ao longo dos últimos anos. Battlestar Galactica passou pelo mesmo processo, em linhas gerais, e está experimentando um grande sucesso.

A comparação não é toda precisa, considerando que a franquia Star Trek é muito maior e mais diversificada do que Battlestar Galactica, mas há um certo sentindo em injetar sangue novo e conquistar um público novo, aproveitando o interesse recente em séries com elementos de fantasia ou ficção científica. Além disso, sucesso da remasterização da série clássica também é um bom indicador de que estratégia pode funcionar, principalmente entre os fãs já existentes.

Pessoalmente, eu sempre gosto de atualizações. A tecnologia muda, fornece mais recursos, e tudo fica mais fácil e mais interessante. Enterprise é uma boa mostra disso. Ficou dissonante da série clássica, mas os novos efeitos abriram um mundo novo de possibilidades para apoio às estórias.

Vamos ver no que dá. No final das contas, o risco é sempre de uma direção horrível acabar com qualquer sonho. Mas não custa esperar pelo melhor. É para isso que fãs servem afinal de contas. :-)

§ 3 Responses to Star Trek, Reloaded"

  • Walter Cruz says:

    Reparou que no Oscar, quando passa as fotos das pessoas que morreram no último ano, passou a foto de um carinha da série clássica?

    Sempre que dá eu assisto. Acho muito loco!

  • cardoso says:

    Se Star Trek caísse na mão do Ron Moore, como Galactica, seria MARAVILHOSO. Ele conseguiu produzir alguns dos melhores episódios da série, em Deep Space Nine, apesar de estar todo amarrado pela Paramount. Se dessem carta-branca… caramba.

  • Ronaldo says:

    Walter, sim! Foi o James Doohan, que era o Montgomery “Beam Me Up” Scotty. Inesquecível.

    Cardoso, põe maravilhoso nisso. O último episódio de Battlestar Galactica (The Son Also Rises) me deixou arrepiado do começo ao fim. Ecos de Duna tão forte que me deram vontade de ler os livros de novo. A temática da série é tão bem colocada que ver um episódio dá gosto.

    Deep Space Nine é excelente, provavelmente a melhor das séries na totalidade. Enterprise, no seu quarto ano, dava mostrar que ia resultar em algo similar e bem forte. Pena que não deu certo. Acho que muitos fãs são saudosistas demais e isso prejudica a aceitação de novos formatos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Star Trek, Reloaded at Superfície Reflexiva.

meta