Emergindo

April 25th, 2007 § 11 comments

Depois de conseguir escrever aqui quase diariamente desde o começo do ano, algo que eu não conseguia desde 2004, tive que dar uma paradinha. O motivo: estou sobrevivendo na base do Buscopan. Quem tem problema de estômago sabe como é. Há duas semanas, estou com alguma coisa que ninguém descobre o que é e há dias em que eu não tenho disposição nem para deitar. Tenho que ficar circulando pela sala, em uma literal via crucis, porque ficar em uma posição horizontal é ainda pior. E o pior: o Buscopan está parando de fazer efeito. Do jeito que as coisas estão indo, daqui a pouco só a cocaína resolve. 😉

§ 11 Responses to Emergindo"

  • André says:

    Cara, espero que descubram porque há um mês atrás fiquei internado por causa da porcaria do estômago (ou das porcarias que eu coloco nele). No meu caso é uma esofagite mistuarda com gastrite e já estou, com o medicamento adequado, melhorando. Mas esse negócio de ficar na base do buscopan é perigoso…

  • TaQ says:

    Ou, eu acho que você tem maneirar um pouco o seu ritmo … o seu relógio biológico deve estar meio maluco pelo o que você fala.
    Alguns anos atrás eu fiquei ruim com uma dor-de-cabeça que ninguém descobria, por uns 3 dias. Do jeito que veio, foi, mas eu fiquei descansando um pouco. A gente força o hardware pessoal bastante nos dias de hoje …

  • Eu sofro muito com meus rins, e só buscopan na veia pra resolver, não gosto nem de lembrar, estes dias acordei no meio de uma crise e quase gritava de dor.

    Isso é realmente complicado.

  • Luiz Rocha says:

    Acho que o TaQ tem um bom ponto. Se vc estiver num ritmo muito brutal, isso vai se refletir na sua saúde, sem sombra de dúvidas.

    Eu já percebi que, minhas pedras no rim só se formam em épocas de stress. Já fiz tratamento e tal, acompanho e mantenho a alimentação. É só dar um pico de stress e, pronto. Não importa, elas aparecem.

    O que eu aprendi com isso é tentar relaxar ao máximo nos picos de stress. Largo um pouco o computador e as nerdices, reduzo um pouco o ritmo. Não evita, mas alivia muito as conseqüências.

    E melhoras! :-)

  • leocadio says:

    olá, paz e bem!

    melhoras por aí, meu irmão! uma boa dica é procurar um homeopata… uma abordagem holística, creio eu, vai bem nessa hora.

    []s,

    leo
    guaruja. sp-br

  • Rafael says:

    Cara, o q tá pegando? Já viu se não é malária? (sério) tem uns sintomas meio bizarros e nem sempre os médicos diagnosticam fácil…..

  • silfar says:

    Ronaldo, espero que isso se resolva logo, pois seus texto fazem falta, vou estar orando por você.

    Que Deus te abençoe.

  • Walter Cruz says:

    Te cuida velhinho!

    Oro por você tb!

  • Ronaldo says:

    André, o pior é que não descobrem e ficam só passando remédios. Pelo menos os dois últimos médicos que eu consultei disseram que, a princípio, não parece algo excessivamente sério (do tipo fatal). Agora estou dependendo de poder fazer alguns exames e ver se conseguimos mais informações. Os usuais não retornaram nada.

    TaQ, é o que os médicos vivem dizendo. :-) O problema é que com a empresa realmente fica difícil. Eu sempre fui um caro tranqüilo, mas existem coisa que a gente mesmo não vê. Espero que no meio de maio dê para dar uma sumida de alguns dias. :-)

    Aguinelo, pois é. Tem hora que dá vontade de gritar mesmo. E no meu caso, como é algo de estômago, eu fico morrendo de medo em relação ao que comer ou não. Até alface dá mesmo.

    Luiz, o mais engraçado é que, por causa de tudo, tive que ficar afastado do computador uns dias. E acho que piorou porque vou ficando com consciência do que está se acumulando.

    Assim, se correr, o bicho pega e se ficar, o bicho come. Dura realidade. :-)

    Leocadio, obrigado! Já me recomendaram homeopatia outras vezes. Alguma coisa deve resolver…

    Rafael, acho que malária não é. Não tive febre, nem nada similar. Se fosse, acho que eu nem estava escrevendo aqui uma hora dessas. Cruzes. Dá até nervoso de pensar. :-)

    Silfar, muito obrigado. Fico muito feliz com as palavra e as orações. Seja feita a vontade de Deus. :-)

    Walter, estou tentando. :-) Obrigado pelas palavras e pelas orações. Como eu disse para o Silfar, seja feita a vontade de Deus.

  • Cynthia says:

    Aconteceu comigo recentemente de descobrir que tenho labirintite. Já tive os mesmos sintomas vagos em outras ocasiões, e tratava como se fosse gastrite. Tem médico que só diagnostica labirintite quando o paciente reclama da sala girando (que é a crise braba), mas boa parte dos pacientes não passou por esse estágio ainda. Converse com os médicos e levante essa hipótese, quem sabe não ajuda?

  • Ronaldo says:

    O diagnóstico mais recente que eu tenho é o de pedras na vesícula. Sintomas batem, e eu realmente espero que seja confirmado logo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Emergindo at Superfície Reflexiva.

meta