“Brinquedinho” novo

June 27th, 2007 § 12 comments

Acabei de receber um “brinquedinho” novo: um Dell Optiplex 745MT, com processador Intel Core 2 Duo E6300 (1.86Ghz), 2GB de memória, 250GB de disco (SATA 3.0Gbps), e uma placa de vídeo ATI X1300 256MB. Acho que não está mal para uma estão de trabalho. :-)

A minha máquina anterior, comprada há três anos e meio atrás, ainda está funcionando perfeitamente, e basicamente na mesma configuração original (exceto pelo fato de estar na sexta ou sétima fonte–já perdi a conta). Mesmo assim, eu tenho necessidade de outra em casa, e, depois de experiências positivas com a Dell em vários locais de trabalho e consultoria, resolvi pelo Optiplex.

Pelas pesquisas, deve suportar tranqüilamente o Ubuntu, embora provavelmente eu tenha que brigar um pouco com as placas de vídeo e wireless considerando a situação atual dessas áreas do kernel do Linux. Quero ver também se é mais fácil fazer dual-boot com o Windows Vista Business. Última vez que eu tentei isso com o Linux e uma disco SATA, sofri uma bocado.

O Optiplex é uma máquina intermediária entre um computador doméstica e uma estação profissional de trabalho e eu achei a configuração suficientemente interessante para valer a pena o investimento. Obviamente, eu teria preferido uma revisão superior do mesmo processador e uma placa de vídeo menos low-end, mas sempre é possível fazer upgrades depois.

Segundo as resenhas que eu andei lendo, o Optiplex é uma boa escolha para uma máquina de trabalho diário. Espero não me arrepender. :-)

§ 12 Responses to “Brinquedinho” novo"

  • Nando Vieira says:

    Eu uso aqui no UOL um Optiplex GX620 Core Duo com 2 monitores wide de 20″ rodando um Ubuntu. Não trava nem a pau! Não esquenta! Puta máquina! 😉

  • Ronaldo says:

    Eu usei um G620 com Pentium 4 durante dois anos alocado meio-período em um cliente e gostei bastante. O pessoal lá só usava Dell e foi aí que eu tomei coragem. Valeu pela pós-indicação. :-)

  • […] Link to Article linux “Brinquedinho” novo » Posted at Superfície Reflexiva on Wednesday, […]

  • Gobr says:

    Eu consegui fazer dual boot na minha máquinha de casa com HD Sata fácilmente, não deu nenhum sofrimento, só não instalei o Vista ainda.

  • Luiz Rocha says:

    Meu pai acabou de comprar um Dell para ele e para a minha mãe (ainda nem chegou).

    Vai ser a minha primeira experiência com um, já que eu sempre montei meus frankensteins.

  • geekbr says:

    Existem os que perdem tempo comprando maquinas de “grife” ainda ?

    Fico imaginando o quanto você poderia ter economizado montando um pc com pelo menos uma placa Gforce, ja que os driver dela pra linux são insuperáveis !!

    mas fica os parabens .. poste fotos da belezura .. por que pelo menos a dell tem nocão de design

  • Ronaldo says:

    Opa, belezinha? Pelo que parece vocês conseguiram uma vitória no lance do traffic shaping, não foi? Parabéns! :-)

    Sobre a máquina, eu realmente poderia ter economizado montando uma, mas aqui é muito difícil achar alguém que monte uma máquina beleza que não vai dar problema. Minha experiência pessoal e dentro das empresas que trabalhei não foi muito boa.

    O que me levou a comprar a Dell e padronizar para a minha empresa é que eu não tenho mais dor de cabeça. Como as máquinas são para trabalho e não para diversão, eu não quero downtime nenhum e o atendimento empresarial da Dell é cinco estrelas. Eu ligo e cinco minutos depois aparece um técnico. :-)

    Eu entendo o suficiente para resolver qualquer pepino, compilar drivers, etc, etc, mas não tenho tempo para isso no dia a dia.

    Agora, para um máquina de gaming e uso pessoal como centro de multimídia é outra estória. Nesse caso, montar realmente vale muito mais a pena, especialmente porque dificilmente você acha tudo do melhor em um lugar só. A situação aqui é triste mesmo. :-)

  • Pô cara, você podia ter comprado um macbook core 2 duo por esse preço… :)

  • Ronaldo says:

    Que preço? :-) O Macbook mais barato que eu achei, com 512MB de RAM e 60GB de disco custa a bagatela de 4 mil reais, muito mais caro do que eu paguei no meu Dell. 😛

  • Antigamente, eu somente só comprava computadores de marca “cinza”, aqueles que agente compra as peças e monta “na unha”. Sem dúvidas fica muito mais barato, mas…

    Uma vez, resolvi comprar um Dell, aquele mais barato, de R$850. Depois disso, não quero saber de outra coisa senão Dell. Todos (*todos*) os integrantes (peças) da máquina tem drivers com suporte excelente no Linux (uma das premissas da empresa é somente utilizar hardware com drivers opensource), sem falar que a qualidade é simplesmente impecável.

    Não é questão de ser “de grife”, é a mesma questão da qualidade de um micro da Apple: todas as peças são desenhadas para o hardware, é tudo integrado. Nosso amigo geekbr certamente nunca experimentou um Dell nem nada similar, senão não teria considerado uma marca cinza superior :-).

  • Ronaldo says:

    É o que eu tentei explicar para o cara, mas acho que ele não gostou muito da resposta. A sua analogia foi muito boa por sinal. :-)

  • Joel Cipriano says:

    Eu nunca possui máquinas da Dell, mas já tive um Compaq que rodou muito bem… até morrer. Mas morreu por causa da idade mesmo :)

    Eu NUNCA, NUNCA tive problemas com ele, nem problema com drivers – todos os sistemas que eu usei nele reconheciam tudo.

    Depois tive que montar dois cinzas pra trabalho. Um Dell com a configuração que eu preciso pra editar vídeos ficaria muito caro.

    Mas daqui pra frente só compro máquinas Sagu-Azul 😉

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading “Brinquedinho” novo at Superfície Reflexiva.

meta