Prism

October 25th, 2007 § 2 comments

Depois de brincar um pouco com o Silverlight e com o Adobe Air, a minha conclusão é a seguinte: ambos são idênticos em termos de funcionalidade proposta (o que não significa que ambos estejam no mesmo ponto de desenvolvimento) e ambos vão contra o espírito básico da Web que é focado em tecnologias abertas, escaláveis, clonáveis e de fácil distribuição. E não venham me dizer que o Adobe está publicando tudo como código aberto já que isso simplesmente não é verdade.

Leitores mais antigos desse blog talvez dirão que eu estou me contradizendo já que eu defendi ambas as tecnologias há um tempo atrás (1, 2). Mas, mantenho minha posição. Eu sou bastante pragmático no que tange ao desenvolvimento e embora procure utilizar o máximo de código compatível com minhas próprias posições ideológicas ainda não consigo viver completamente no mesmo. Estou trabalhando nisso, mas ainda não cheguei no ponto que quero.

O que, em última instância, me faz ficar muito feliz com a notícia do Prism, um projeto do Mozilla Labs que eventualmente pode se tornar um concorrente aberto dessas duas tecnologias proprietárias. Não, é claro, no sentido de geração de aplicações Web mas no sentido de disponibilização em um formato coerente com o desktop.

Ao contrário do Silverlight e do Adobe Air, o Prism, pelas informações da páginas, parece estar sendo pensando desde o princípio em termos de um relacionamento aberto com os padrões Web que todos conhecemos e amamos. É claro que há muito chão para percorrer nesse sentido, mas os desenvolvimentos recentes me levam a crer que o caminho oferecido pelo Prism é melhor que o oferecido pelo Silverlight e Adobe Air.

O navegador como plataforma está amadurecendo cada vez mais. JavaScript, como uma linguagem, está se tornando um padrão não só de desenvolvimento Web como de transposição de dados ao longo de ambientes. O próprio HTML está sendo repensado e é bem possível que em breve ultrapasse as limitações atuais (através, quem sabe, de pontes JavaScript).

Não me interpretem mal, por favor. No momento atual, o Prism não parece nem chegar aos pés do que Silverlight e Adobe Air oferecem. Mas a idéia já está plantada. Olhe o ponto em que o GreaseMonkey chegou. Há também a questão do Firefox 3. É só uma questão de tempo.

§ 2 Responses to Prism"

  • Pois é Ronaldo, gosto tanto da WEB com HTML e CSS, acho que deveria continuar assim, a idéia de levar o Desktop para a aWEB não me agrada, para mim uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa, mas somos “obrigados” a seguir essas tendências não é, aguardemos o prims

    Abraço

  • Ronaldo says:

    Eu penso que a idéia talvez não seja levar o desktop para a Web, mas transformar a Web no desktop. É um caminho longo, com certeza.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Prism at Superfície Reflexiva.

meta