BlogCamp MG, resumo final

November 18th, 2007 § 6 comments

O segundo dia do BlogCamp BH, embora mais apressado e menos movimento, me deixou mais satisfeito. A quantidade de discussões foi menor, mas a qualidade certamente aumentou. Da mesma forma, deu para ver que o pessoal está ficando cansado de falar em monetização, principalmente aqueles não tão interessados em transformar o seu blog em uma ferramenta para ganhar dinheiro. O assunto ainda apareceu mas de forma bem mais moderada, não a insana sede por clicks apresentada por alguns blogueiros ontem.

Depois de algumas experiências com os “camps”, eu acho que há uma falta de balanço irônica nesses eventos. Enquanto há uma discussão imensa sobre os aspectos sociais, não há nenhuma discussão sobre aspectos tecnológicos. É claro que, e isso pelo menos na minha opinião, estes últimos servem os primeiros. Mas há uma espaço enorme para motivar mudanças em ferramentas e esse espaço não está sendo explorado. Provavelmente porque o evento é de um tipo que não atrai tanto as pessoas que poderiam eventualmente se interessar por assuntos assim.

A repetição de assuntos está ficando bem clara também. Há uma percepção de que o que se está fazendo é novo, inovador e, embora realmente haja muito disso acontecendo, não está no que se é discutido. O que se é realmente discutido me passar mais a impressão de choque futuro, uma tentativa de lidar com um passo crescente de mudanças em um universo relativamente estático de informações.

Apesar disso, o dia foi bom. Começando com a discussão sobre responsabilidade legal e passando pelas rodinhas mais individualizadas, os assuntos fluíram bem. Só tenho pena de não ter podido ficar para as discussões pós, nos bares. :-)

§ 6 Responses to BlogCamp MG, resumo final"

  • E o Oscar para o melhor live-blogging do evento vai para….

    Ronaldo Ferraz do Superfície Reflexiva!

    E não fui só eu qe achei isto não! Do Global Voice ao Fugita, muita gente pensa isso!

    Me lembrei agora de uma frase do Luiz

    Os Barcamps/Blogcamps precisam refinar e melhorar as perguntas… e indo além… precisamos mesmo, como você aponta, mudar as perguntas, nem que seja para variarmos um pouco a mesmice das respostas!

  • […] vamos ao bar. Uma mesa gigante, onde eu pude conversar mais com outras figuras que ainda não conhecia. E dois fatos foram bem interessantes nessa noite, primeiro o Jobson chegou ao bar […]

  • Ronaldo says:

    Obrigado pela parte que me toca. Realmente, passar em texto o que está acontecendo em múltiplos níveis é um pouco complicado mas valeu a pena, mesmo que pela reflexão. :-)

    Bem lembrada essa questão que o Luiz levantou. Há momentos em que parece que estamos apenas nos reunindo para nos congratularmos sobre como estamos (supostamente) fazendo história. E acaba que não há muito espaço para para pensar adiante, em algo que realmente poderia ter esse papel.

  • Ronaldo,
    a sua cobertura foi show.

    Eu vejo que o problema principal é que quando há uma tentativa de reflexão, muita gente fica na defensiva.

    A resposta para a latrina mambembe foi “o blog é meu e faço dele o que eu quiser”…
    Diante de argumentos desses, como continuar um debate?

    Do mesmo modo, a argumentação daqueles que não estão no grupo são considerados como uma ameaça ou uma tentativa de impor regras.

    O pragmático empreendedor e o filósofo pesquisador precisam se comunicar mais e se ofender menos.

    abraço

  • […] Os melhores momentos do BlogCamp MG podem ser lidos no Superfície Reflexiva. O Ronaldo fez o live-blogging do evento com mais de 10 posts. Show de bola! Leia em BlogCamp MG I, II, III, IV, V, Resumo do 1º Dia, VI, VII, VIII, IX, X e Resumo Final. […]

  • Ronaldo says:

    Obrigado pelo elogio. :-)

    Concordo com a questão da reflexão. Principalmente em um meio tão novo, onde as pessoas não estão muito certas do que estão fazendo, há esse receio que fazer algo errado–e o problema é que, como você disse, o errado nem está definido e provavelmente nunca será.

    Eu realmente tenho birra com o assunto de monetização, mas não por achar que o mesmo é errado, mas por achar que está batido e que poderíamos ver algo mais produtivo. Mas considerando que sempre há gente nova, acho inevitável essa repetição de temas. Mas continuo a bater na tecla, porque sempre há uma possibilidade maior de variação.

    Sobre sua última frase, 100% de concordância. :-)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading BlogCamp MG, resumo final at Superfície Reflexiva.

meta