Eu preciso…

January 23rd, 2008 § 12 comments

Eu preciso de:

  • Tirar férias. Quatro anos sem sair de Belo Horizonte exceto a trabalho não dá. Preciso de uma viagem longa e para longe. Algo do tipo subir a costa brasileira de carro. Mas acho que vou ter que me contentar com algo mais simples. Vida de empresa é dureza. Se eu não gostasse tanto da liberdade, eu juro que ia trabalhar fichado.

  • Correr. Antes que os músculos atrofiem. Com os 30 chegando em pouco mais de quatro meses, seu eu não começar agora não vai mais. É claro que, do jeito que eu estou agora, correr significa passar um mês andando levemente, mais um mês andando devagar, mais um mês trotando. Bem, eu para pegar a idéia.

  • Dormir regularmente. Por mais que eu goste da idéia de não dormir, eu preciso parar com a variação na hora de ir para a cama. Do jeito que as coisas estão indo, em breve eu vou parar de separar o dia e a noite. Aliás, a hora que eu vou dormir é tão variável que estou usando a mesma como meu gerador de números randômicos. São só dois números por dia, mas já é útil para alguma coisa.

Só algumas coisinhas básicas mesmo.

§ 12 Responses to Eu preciso…"

  • Descobri há algum tempo que as 3 coisas que vc relacinou são, de fato, importantissimas.

    Acho que o que me desmotiva a ter uma empresa é não poder tirar férias com a mesma tranquilidade de quem é empregado. Mas, obviamente, uma das condições tem suas vantagens e desvantagens. Eu, definitivamente, nasci para ser empregado (apesar de vez ou outra ter vontade de empreender).

    Recentemente voltei a malhar, o que tem sido bom e tb ruim pq detesto acordar cedo, e isso tem me obrigado a ir dormir mais cedo do que o usual (que era por volta das 1:30/2:00).

    Abraço e boa sorte no seu intúito. :-)

  • Realmente é complicado… estou com 107Kg… diminui no rango, mas enquanto não achar tempo de caminhar e possivelmente correr depois de uns 2 meses não vou conseguir emagrecer…

    trabalho e mais trabalho….

  • Efraim Queiroz says:

    “Se eu não gostasse tanto da liberdade, eu juro que ia trabalhar fichado.”

    Eu também gosto tanto da liberdade, deixei de trabalhar fichado desde 1991 e de lá para cá o máximo de dias de férias que consegui tirar de uma vez só foram 15, no milênio passado, em 1998.

    Os meus amigos que odeiam a liberdade viajam 30 dias todos os anos, acrescidos dos recessos, feriados prolongados, etc, etc.

    É cruel, mas esta é a realidade.

  • Caramba, eu pensava que era o único doido que não gosta de dormir… rs

  • semente says:

    É exatamente do que preciso… mas não consigo. 😛 Boa sorte pra você!

  • Lilla says:

    Olá!! To começando um blog agora, então tenho passeados por varios pra ter ideias e conhecer alguns blogueiros…
    acabei batendo aqui no seu ai to deixando um recadinho… show de bola!! Quanto ao post.. eu tbm preciso mesmooooooo começar a regular meu sono, alem das olheiras meu organismo tb ta pirando com isso!! e agora com o blog vai ser mais dificil conseguir dormir!! Boa sorte!
    beijo
    ;***

  • Tirar férias? Não, acabei de voltar de férias!

    Correr? Sim! Só tenho que criar vergonha na cara!

    Dormir regularmente? Pois é, há quanto tempo não sei o que é isso…

  • Ronaldo says:

    Rafael, eu tenho um problema enorme em levantar cedo também–independentemente da hora que durmo, parece que meu corpo não gosta do período que vai até as 9 da manhã. :-) Quando eu malhava, eu estava pegando o horário de 20 às 22 que era mais tranqüilo (e vazio). Agora com o filho está meio complicado mas quero ver se passo a correr cedo.

    Sobre empresa, o meu problema é realmente a liberdade. Eu não gosto de horários fixos e esquemas fixos em geral. :-)

    Aguinelo, eu assustei quando cheguei nos 99 e disse para mim mesmo que de 100 eu não passaria. Depois disso, desci para 82. Pensei ontem e estou com 84. Hora de reduzir a carga de novo. :-)

    Efraim, é justamente isso que eu estava comentando com um amigo ontem: quando eu era fichado, era maciota e eu tirei 30 dias consecutivos durante 6 anos seguidos. Agora ralo mais mas pelo menos não bato ponto e sou completamente responsável pelo que acontece comigo mesmo.

    Carlos, pois é. Eu estou ainda esperando o dia que vão lançar uma pílula sem efeitos colaterais que me deixe passar uma semana acordado para cada dia dormido.

    Guilherme, sorte para todos nós antes que a velhice chegue e não dê mais tempo. :-)

    Lilla, bem-vinda ao Superfície Reflexiva e ao mundo dos blogs em geral. Espero que você se divirta muito no processo que está começando. Aliás, a evocação aos futuros leitores foi ótimo. Eu tenho o mesmo costume em várias das coisas que eu faço–o pessoal do meu podcast já se acostumou com os futuros ouvintes. :-)

    Sobre sono, espero conseguir organizar minha vida nesse aspecto. Antes que meu cérebro resolva desligar sozinho. :-)

    Lucas, você é sortudo. :-) Pelo menos aproveitou para dormir nos últimos dias. Minha experiência com férias é que vai chegando o final e eu começo a dormir menos.

  • Luiz Rocha says:

    Comece caminhando, uns 15 minutos por dia.

    Tanto caminhar é excelentes e, na minha experiência, não para o cérebro, então não se preocupe. :-)

    E não abra mão das suas férias, mesmo sendo seu próprio patrão. Esvaziar a cabeça faz um bem desgraçado. 😀

  • Ronaldo says:

    Eu já montei meu cronograma para a semana que vem e ele inclui justamente isso, começar de leve e seguir adiante.

    Minha esposa já cobrou e eu prometi também um cronograma mais regular de férias. É bom para mim e para todo mundo. :-)

  • efeefe says:

    “não poder tirar férias” e “gostar de liberdade” não me parecem uma seqüência lógica. ah, sim, aquela outra liberdade.

    eu não trabalho mais, só faço duas coisas: me divirto ou pago mico. qualquer excesso eu troco por uma tarde na praia ou na biblioteca.

    sim, devo ganhar menos dinheiro que todxs vocês. mas não tenho chefe nem empresa. e até que me considero livre.

  • Ronaldo says:

    Existem graus e graus de liberdade. Freedom 0 to freedom 3, ou coisa assim. A idéia agora é abrir mão de algumas menores para focar em outras bem maiores. Com tempo, a idéia também é ter todos os níveis. Espero só não me perder no meio do caminho. :-)

    E há também outras liberdades que eu cedi em favor de outros como esposa e filho. Essas eu não considero uma má troca. :-)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Eu preciso… at Superfície Reflexiva.

meta