Fanatismo

March 8th, 2008 § 11 comments

Eu não canso de me surpreender com o fanatismo das pessoas. Deve ser o otimismo.

Os mesmos desenvolvedores que criticam os apaixonados pela Microsoft são os mesmos que se curvam ao altar da Apple. Os mesmos que criticam o código aberto pela falta de suporte aparente não se preocupam em limitar o seu mundo a um único fornecedor.

E o mais engraçado são as justificativas para isso. As pessoas realmente não aprendem. Há momentos em que eu penso que o novo fundamentalismo é tecnológico.

§ 11 Responses to Fanatismo"

  • Acho que é natural para quem não teve uma criação assim, muito fora da convencional. É preciso um policiamento grande para não cair nesse tipo de comportamento-padrão, relativo a diversas coisas. Creio que tenha a ver com formação de grupos, proteção, integração e identificação.

    Mas, não sou sociólogo, antropólogo ou filósofo… :)

    [ ]’s!

  • Engraçado, hoje é o segundo texto sobre fanatismo/xiitismo que eu leio.

    De fato, as pessoas já deveiam ter aprendido a serem menos exageradas ao demonstrarem seu apreço e/ou desprezo pelas coisas.

    Gostar de uma coisa e defendê-la é muito bom, mas defender cegamente é estupidez.

  • As pessoas gostam de se sentir parte de algo, parte de um time, e é motivo de orgulho demonstrar que são fãs/seguidores da Apple, Google ou Linux (os que atualmente inspiram mais).

    Pra mim motivo de orgulho seria ter uma visão ampla das várias tecnologias, empresas, do mercado, e saber aplicar bem tudo isso.

  • A M$ é demonizada, porém outras multinacionais fizeram ou ainda fazem as mesmas coisas que ela.

    É provavel que esse fundamentalismo seja mais “social”, isto é, o sentimento de pertencer a um grupo fala mais alto. Ai camarada se identifica com a galera que usa sistema operacional X, telefone Y, computador Z e odeia a M$

  • Luiz Rocha says:

    O fanatismo é importante na internet. 82,3% de todo o tráfego é de responsabilidade deles.

    Se eles não existissem, nunca existiria a necessidade de banda larga e estaríamos usando modem por questão de custo das operadoras.

    Salvem os fanáticos!

  • O importante é a pessoa aprender com isso.

    Acho tolerável se isso for coisa de adolescente ou de estudante que ainda não vive no mundo real.

    Eu mesmo já fui assim, de escrever Microsoft com “$”. Mas tem uma hora que se aprende que as decisões devem ser tomadas baseadas em nossa experiência e que dizer que algo é feio, bobo e chato não acrescenta nada.

  • R. A. P. says:

    Pensar é uma qualidade raríssima nas pessoas, uma qualidade quase em extinção. É mais fácil assumir uma postura pronta e… pronto! Tem-se uma opinião. Qualquer um com um mínimo de senso sabe que tudo tem dois ou mais aspectos. Normalmente positivos e outros negativos. Tudo, tudo, tudo seja a microsoft, o flamengo ou o Lula.

  • Pedro Paulo says:

    A ironia de fanatismo é o seguinte: um fanático não sabe que é fanático e tem certeza que os outros é que são fanáticos – e que precisam combatê-los (!) pergunte a um homem-bomba :-)

  • Ferraz, seu post, na minha visão, é o post mais curto e completo do mundo sobre o mercado de tecnologia atual. :)

  • Ronaldo says:

    Opa, pessoal. Valeu pelos comentários. Eu basicamente concordo com tudo o que vocês disseram.

    Tem muito dessa questão social envolvida mesmo e eu acho que é uma responsabilidade da área educar e evangelizar para mostrar o contrário. Sempre existirão os trolls, mas fazer o quê nesse caso?

  • Concordo plenamente com vc…e parabens pelos Pao de Cast. Comecei a ouvir essa semana. Acho o IPhone revolucionário, Steve Jobs um dos (ou o) maior empreendedor vivo…mas querer dizer que tudo é lindo que a Apple está 100% certa e etc e etc é exagero.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Fanatismo at Superfície Reflexiva.

meta