Ideologia

March 14th, 2008 § 8 comments

Eu me lembro de quando comecei a trabalhar em uma empresa que fazia de PHP sua ferramenta principal. Durante os primeiros meses, houve um evento sobre código livre e a empresa me incentivou a ir. Eu fiquei entusiasmado porque foi uma surpresa e algo que eu mesmo não tinha pedido.

É claro que a surpresa durou somente um dia. No final do primeiro dia, a chefia telefonou e disse que preferia que eu não fosse no segundo dia. O motivo não foi mais trabalho ou algo urgente, mas um simples desinteresse posterior–provavelmente pelo susto de ver um funcionário passar um dia inteiro fora. E durante todo o tempo em que eu estive lá, eu nunca mais pude participar de outro evento. Por mais que eu pedisse, nunca era autorizado.

O mais irônico é que a empresa se considerava uma defensora do código livre. Sempre que alternativas proprietárias eram consideradas, a idéia era sempre que código livre era melhor. Mas o que se percebia logo é que código livre lá era sinônimo de grátis e não tinha nada a ver com liberdade ou abertura. Uma vez, questionei sobre o assunto de contribuir com a comunidade, devolvendo na forma de alguns utilitários que não representavam nenhuma capital intelectual significativo. De forma alguma foi a resposta. Por que daríamos para outros algo que pagamos para criar? O resultado é que até hoje eu não entendo a anomalia que representou aquela ida ao primeiro dia do evento.

Código livre é, em última instância, uma questão de ideologia. Muitos, se questionados, diria que isso é coisa de hippies, de comunistas, socialistas, ou grupos assim, justamente por causa da questão ideológica.

Mas uma coisa que não se percebe é que ideologia é uma questão cultural. Ela representa uma linha de idéias sobre como determinado conjunto de circunstâncias deve se desenvolver. E essa parte cultural representa também uma escolha primária sobre essas idéias naquilo que se enxerga em relação ao futuro.

Ler Free Culture deixou isso ainda mais claro em minha mente. Embora o livro seja sobre copyright e cultura, e não necessariamente sobre software e cultura, os paralelos entre os dois campos são tão significativos quanto os mesmos são diferentes.

A minha frustração com o fanatismo vem justamente da inabilidade que as pessoas tem em perceber esses paralelos. Essa visão limitada e imediatista tanto do mercado como do desenvolvimento cultural, vinda de pessoas que estão construindo o futuro é algo que não entra na minha cabeça.

Talvez seja a falta de reflexão; talvez seja simplesmente a preguiça. Mas é uma pena em todo o caso.

§ 8 Responses to Ideologia"

  • De fato é uma coisa muito triste. O pior é que, à medida que o SL se torna mais popular, mais gente têm tido essa mentalidade de gratuidade.

    Eu vejo a empresa onde trabalho (segundo eles a maior empresa de TI da América Latina no setor público) dizer que é a favor e patrocinar eventos de SL, mas ter tanta resistência em liberar um mero produto de CAPTCHA (sim, isso aconteceu).

  • Pois eu já vi empresas com a postura ainda mais estranha: consomem, querem criar meios de “consumir” o que a comunidade produz – e inclusive ganhar em cima – mas acham que devem criar meios para “ganhar sobre” a comunidade sem dar nada em troca.

    Sempre expliquei que isso era tiro-no-pé, que fazer isso resultaria em ser mal visto e em reduzir de forma significativa a possibilidade de contratar gente realmente boa. Mas ainda assim…

    [ ]’s

  • PS: é uma pena que a caixa de comentários aqui não permita assinatura, pois às vezes é legal acompanhar o feedback das pessoas sobre o texto…

  • Ronaldo says:

    Exatamente, Rafael. É um caso de faça o que eu digo, mas não faça o que faço.

    Pois é, Fernando. Foi exatamente o que eu disse para a empresa. Eles viviam postando em listas, pedindo ajuda, etc, mas nunca vi um retorno disso. Só mesmo quando o desenvolvedor era um pouco mais antenado. O resultado sempre foi essa perda de reputação.

    A propósito, adicionei o endereço de cada feed individual à entrada. Daí dá para acompanhar o feedback.

  • Edson says:

    E o que dizer de um lugar onde você mencionar que seria bom pagar pelas licenças de ferramentas comercias que dão lucro para empresa e ouvir um “Você tá brincando né…”
    Acho igualmente repulsivo.

  • Ronaldo says:

    Sem dúvida alguma.

  • TaQ says:

    Só por precaução, eu fiz o phpReports em casa. Apesar de ser uma ferramenta essencial no desenvolvimento da intranet de um cliente, só depois de algum código rodando eu levei para lá. O seguro morreu de velho. 😉

  • Ronaldo says:

    Eu geralmente faço isso também. Nesse caso, eram pré-existentes; mas, se não tomar cuidado, você fica completamente vulnerável mesmo. Dureza. :-)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Ideologia at Superfície Reflexiva.

meta