FISL, dia 1

April 17th, 2008 § 2 comments

Primeiro dia de FISL. Cheguei por volta das nove e meia e o local estava transbordando com mais o que os organizadores disseram ser mais de sete mil e quinhentas pessoas. O credenciamento estava tão impossível que a organização removeu a obrigação do crachá até as quatro horas da tarde. Mas o clima era meio festivo como sempre acontece nesses super-eventos onde 90% do público é geek. Desde que as redes funcionassem e os velhos amigos se encontrassem tudo estava bem.

A primeira coisa que eu fiz foi me enfiar em uma sala e decidir quais palestras eu veria. Com mudanças de programação de última hora, a grade que eu tinha estava completamente desatualizada. Para rolar um networking interessante me limitei a cinco palestras por dia mas com objetivo de ver talvez quatro.

Feito isso, parti para as palestras. Acabei vendo três e passando o primeiro dia mais em conversas com as dezenas de pessoas que eu conhecia pela Internet e estava encontrando pela primeira vez. O pessoal de Ruby e Rails apareceu também e passei algum tempo no estande montado por eles–mais para roubar energia e banda, eu confesso. :-)

Das palestras, a primeira que vi por completo foi do Josh Berkus sobre segurança e PostgreSQL. A palestra se provou bem interessante porque os conceitos são aplicáveis a qualquer aplicação e qualquer banco. Depois aproveitei para conversar um pouco com ele sobre segurança de aplicações Rails. Ele disse ter tido experiências bem ruins com a comunidade e que acredita que a maioria dos programadores Rails não pensa em segurança achando que filtros são suficientes para garantir tudo–o que, de maneira bem geral, é verdade. Depois conversamos um pouco sobre os desafios de transformar uma aplicação Rails para funcionar dentro dos parâmetros que ele descreveu, o que não é uma tarefa fácil.

Depois disso, assisti ao Ken Coar, da Apache Foundation, hacker extraordinaire cujo blog leia há anos. Ele falou sobre as dificuldades de comunicação em software distribuído e como elas acontecem mesmo em times pequenos. Foi bem interessante ver as idéias dele sobre o porquê disso e como resolver algumas situações de maneira simples.

A última palestra que consegui ver foi a de integração entre aplicações RIA e Comet com os autores do Daily Comet. Bem interessante, embora um pouco seca às vezes pelo uso excessivo da leitura de slides. Ainda assim, material interessante.

O resto do dia foi dedicado a conversas extensas com todo o pessoal que estava lá. Júlio Monteiro, Carlos Eduardo, Michel Felipe, Lincoln de Souza, Lucas Húngaro, Rodrigo Sol, Weldys Santos e uma porção de gente que eu não vou lembrar agora de nome.

A única reclamação é a conexão à Internet no evento. Simplesmente deplorável. É impossível mandar qualquer coisa quando você esta entrando e saindo da rede de cinco em cinco segundos. Bateria de notebook nenhuma agüenta ficar procurando rede o dia todo.

Mas no final do dia, eu estou como o Neo no treinamento:

— You want more?

— Yes, please!

Tagged

§ 2 Responses to FISL, dia 1"

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading FISL, dia 1 at Superfície Reflexiva.

meta