Rails é o novo ASP

October 7th, 2008 § 40 comments

Eu achei que o efeito ASP demoraria mais tempo para acontecer, mas que nada, o futuro já está aí.

Amigo meu pegou dois projetos esses dias para manter. Olhou o código e desistiu imediatamente com horror profundo. Eu não vi o código, mas, pelo que ele mencionou, o código do Windows provavelmente é menos complicado do que essas aplicações Rails.

Rails é novo ASP. ASP está morto. Viva o Rails.

Atualização: Eu amo os pundits!

Tagged

§ 40 Responses to Rails é o novo ASP"

  • Matias H. Leidemer says:

    Interessante teu artigo sobre o ASP. Sinceramente, acho que o desenvolvimento de um sistema, utilizando as melhores práticas e tendo muito bem arquiteturado, é muito mais importante do que a tecnologia utilizada.
    RoR não faz mágica, se seus utilizadores nao têm capacidade para estruturar bem um sistema nao vai ser o MVC imbutido no framework que vai salvar a pátria.

    Texto muito legal, parabéns.

  • Igor Escobar says:

    Nunca ouvi tamanha asneira =)

  • Sérgio Maia says:

    Putz… essa doeu! Assim como o Igor Escobar, tbm nunca ouvi tamanha asneira.

  • Fernando says:

    Concordo com o Igor Escobar. Asneira das grandes.

  • Gobr says:

    Achei o post interessantíssimo, basicamente disse que não importa a linguagem que o programador use e sim o que ele consegue fazer.

    Já o pessoal que comentou parece que não entendeu, simplesmente não gostaram de comentar sobre a “sua linguagem preferida” em comparação com outra.

    😛

  • Igor, se você tirar o tempo de ler o artigo original do Ronaldo (o que ele referencia neste texto) vai notar que a idéia geral é basicamente uma renovação do velho ditado “You can write COBOL in any language”. O que ele quer dizer é que não há tecnologia que vá evitar práticas ruins se os profissionais não prestarem atenção no que estão fazendo.

    Olhando por este lado, acho que a asneira não parece mais tão grande assim.

  • É… está se consumando.
    Não tem como, como o Rails está se popularizando e as pessoas não têm buscado conhecimento pleno (ou aceitável) na tecnologia, o efeito ASP é inevitável.

  • Marcelo says:

    Muito pobre o post, sem fundamento algum e reflexão ZERO.

    Não desenvolvo em Rails, mas deveríamos pesquisar um pouco mais sobre qualquer assunto antes de falar sobre. Ou será que esse amigo é o sobrinho que faz sites ???

  • Nando Vieira says:

    Sem argumentos! Rails é o novo PHP! 😛

  • “Ou será que esse amigo é o sobrinho que faz sites”… Uai?! Tô precisando duma homepage pra um cliente, bora conversar, miguxo? =P
    abração!

  • Não sei o que é pior, a pessoa não entender o que está escrito ou a pessoa não conhecer quem está escrevendo.

    A comunidade cresceu nestes últimos anos, pena que não parece ter sido em qualidade.

    Parabéns Ronaldo, continuo seu fã, pena que no Brasil o esquecimento é algo comum, mas pessoas como você e o TAQ devem sempre ser lembradas.

  • Igor Escobar says:

    Tome cuidado com as palavras que usa amigo, Ruby é Genial, Rails é apenas um Framework para agilizar as coisas e tornar as coisas mais produtivas, comparar o Ruby on Rails com ASP para mim é uma tremenda asneira. Concordo com o texto que você fala sobre o Novo ASP, mais não acho que o Rails é o novo ASP como você dita aqui, é um absurdo haha.

  • Não! Rails é o novo ASP!!!
    Não entendeu o POST, Nando?

  • Igor Escobar says:

    Conversando com o Willian eu pude entender melhor essa história, quando eu li o titulo do post eu ja criei um pré-conceito em cima do texto que me impediu de enxergar todo o resto.

    Peço desculpas.

    E parabens pelo post 😉

  • Luiz Rocha says:

    Levando em consideração a quantidade de aplicações que estão sendo desenvolvidas usando Ruby on Rails, e levando em consideração que muitas são porcamente mantidas, eu estou achando que Rails é o novo COBOL.

  • Guilherme Menga says:

    Onde eu baixo esse tal de “Rails”? É Free?

  • Ronaldo says:

    Igor, sem problemas. Eu confesso que o título foi deliberadamente provocativo e acaba realmente puxando para o lado complicado da questão. :)

  • Rafael Dohms says:

    Meu deus….
    Essa galera do Rails tá hyperativa em? é comparar Rails com qlqr coisa que já saem gritado “NAO NAO NAO”, “Rails é que há, nao fale asneiras”

    Credo.. parece lavagem cerebral…

    Concordo totalmente com o Post e vou alem, toda linguagem sta sujeita a isso, o mito de que “nao se faz código feio em ruby” só dura enquanto os sobrinhos nao decidirem usar ele em seu projeto… toda linguagem esta sujeita a programadors malucos que fazem códigos MAGAVILHOSOS…

    Fica a dica… railers.. relaxem.. respirem… respondam 😛

  • Não é apenas o novo COBOL e sim o novo Umlabda

  • Correção: Umlambda

  • @Rafael Dohms: vai tomar no c*. 😀

    Galera… mais sexo e menos neura. Carpe diem. 😛

  • RoadHouse says:

    oi, eu sou programador ASP e aprendi comecei a aprender rails a pouco tempo, estou achando maravilhoso e queria umas dicas sobre o que estudar, melhores práticas e essas coisas #comofas?

  • Luiz Rocha says:

    @RoadHouse A melhor referência em Rails em português é ainda o primeiro livro em Rails no Brasil, apesar de um pouco desatualizado.

    http://kb.reflectivesurface.com/br/tutoriais/railsDiversaoLucro/

    Mesmo porque, um tutorial de 300 páginas não é um tutorial, é um livro.

  • PotHix says:

    Æ!!

    Eu já passei ( ou estou passando… ) por isso… = /

    Há braços

  • Leonardo DNA says:

    Hahahahaha! Falarem que o Ronaldo precisa pesquisar mais pra falar do assunto foi o que mais demonstrou que não entendeu nada do que leu… 😛

    Não lembro quem que falou aquela ótima frase: “Você tem de aprender uma linguagem que mude a sua forma de pensar”. Eu acho que o problema está por ai. As pessoas estão mudando de linguagem sem mudar a forma de pensá-las…

  • Cleydson says:

    Concordo com o Kivanio.
    Permita-me indicar um livro aqui Ronaldo. Vou fazer isso com menos propriedade que você, afinal de contas… Bom, quem te conhece sabe não é mesmo?
    Fica ai a dica pra galera:”How to read a book” (http://is.gd/3F7K)

  • Sérgio Maia says:

    O título me fez pensar de outra forma. Mas agora lendo o outro texto entendí o que quis dizer. Peço desculpas… vc tem toda razão. Por outro lado n ví q se tratava do Ronaldo Ferraz, (PORRA!) se tivesse prestado um pouquinho mais de atenção saberia que, qualquer coisa vindo do Ronaldo sobre rails estaria certo. Mais uma vez peço desculpas….

  • Vamos respeitar o arquiteto!!! #prontolambibola

  • Em outubro do ano passado eu peguei um projeto pra fazer e desisti também! E olha que era de empresas de fora. O ApplictionController tinha mais de 400 linhas! :)

    Ou seja, Rails éo novo ASP desde o ano passado! 😛

  • O Zed Shaw já não tinha dito isso? :)

  • TaQ says:

    @kivanio: Puxa, obrigado! :-)

    @lsdr: “eu estou achando que Rails é o novo COBOL”
    Tinha que ser o Luiz Pedra! TOBANGA! 😀

    Ei, peraí, peraí, isso significa que eu uso ASP? JesusMariaJosévalhemeSantoAntonio! Vou ter que achar alguma linguagem obscura e um framework mais obscuro ainda para programar. E não vou contar pra ninguém qual é. :-)

  • Ronaldo says:

    Sérgio. Sem grilo! Nem precisa exagerar tanto. :) Eu já falei muita besteira e ainda vou falar muita. É para isso que posto no blog. Se eu falar, alguém truca no hora.

  • Muitas pessoas esquecem que desenvolver não é só aprender uma linguagem ou um framework e sim fazer as coisas com gosto e estar sempre apendendo.

    Muito bom o artigo.

  • […] um boato novo dizendo que Rails é o novo ASP, mas isso não é exclusividade de Rails (nem de ASP): qualquer coisa pode ser o novo ASP, basta […]

  • Leandro says:

    Não sei não, mas entre pegar um sistema legado em ASP ou Java e um em RoR, acho que eu prefiro o RoR. Já trabalhei em vários projetos Java com excelentes programadores e com códigos bem enxutos, mas mesmo assim era um caos.
    Acredito que um projeto bem porco em RoR é mais fácil de entender do que um projeto Java bem feito, mas isto é questão de opinião mesmo.

    Abraço

  • Tony Fabeen says:

    “Horror Code” não é uma exclusividade de uma determinada plataforma ou linguagem… Tenho visto tanta coisa nojenta desenvolvida em alguns legados(Java,PHP) que dão medo….

  • Fernando says:

    Olá Ronaldo tudo bem? Bom vou demonstrar aqui uma opinião um pouco melhor explanada para que entenda o meu lado. Primeiramente não sou um evangelista de Ruby on Rails portanto serei bem abrangente com relação à linguagem e me especificarei no padrão arquitetural MVC. Bom, acho que se seu amigo pegou um código, desenvolvido sobre um Framework MVC, que possui regras de negócio e apresentação misturadas, o programador, que inicialmente desenvolveu este programa, definitivamente não entende o principal conceito que envolve os frameworks MVC que é o MVC :D. Não posso dizer que é impossível misturar as 2 coisas, porém quem aprender qualquer framework MVC do jeito “certo” não vai realizar esta péssima prática de programação. Concordo com você que essa aplicação que seu amigo pegou está bem perto de ASP, pois, como você explica no seu tópico sobre o efeito ASP, é uma tripa infinita e assustadora de código. Desculpe se desmereci seu tópico no início, deveria ter sido mais explanatório do que rude, agora espero que entenda minha opinião, que não é Rails, CakePHP ou Spring que produzem o efeito ASP e sim os programadores que não possuem boas práticas. Não sei se foi isso que você quiz dizer, se foi não ficou muito claro hehe. Até mais.

  • Ronaldo says:

    Opa, Fernando–

    Sem problemas quanto ao comentário inicial. O artigo original “O Efeito ASP” tinha realmente o objetivo de falar o que você menciona abaixo: que programadores ruins são o problema e não frameworks ou código. Já o texto que você comentou foi deliberadamente provocativo. Mas qualquer pessoa que houvesse lido o texto anterior saberia que eu não estou criticando o Rails em si.

    Apesar disso, também não acredito que aprender MVC do jeito “certo” resolva alguma coisa. Não há silver bullets também.

    Enfim, obrigado pelo comentário. :)

  • Igor Escobar says:

    Só hoje (a um tempo atras) eu entendi o teor do seu post e realmente, concordo contigo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

What's this?

You are currently reading Rails é o novo ASP at Superfície Reflexiva.

meta